uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Inês Henriques aponta a novo recorde do mundo dos 50 km marcha
Inês Henriques - foto arquivo O MIRANTE

Inês Henriques aponta a novo recorde do mundo dos 50 km marcha

Atleta de Rio Maior venceu campeonato nacional dos 35km marcha, com novo recorde nacional da distância.

Edição de 11.01.2018 | Desporto

A marchadora portuguesa Inês Henriques mostrou-se no domingo confiante na possibilidade de fixar um novo recorde do mundo dos 50 km marcha, após ter batido a melhor marca nacional dos 35 km marcha, em Porto de Mós.
A recordista mundial dos 50 km venceu o campeonato nacional dos 35 km marcha com um tempo que é novo recorde nacional (02:45:51 horas), melhorando a anterior marca em quase cinco minutos e chegando à meta com visível frescura: “O objectivo era o recorde nacional a menos de 02:48.00 horas. Fiz 02:45 e não sei quanto... Tive de ter calma, para não exagerar, mas senti-me sempre muito, muito bem. Este resultado aqui dá-me ânimo para me poder aproximar das quatro horas [nos 50 km marcha]. Estou muito satisfeita por poder estar no campeonato da Europa a lutar pelo título de campeã e tenho primeiro o campeonato do mundo de equipas,” refere.
Em Porto de Mós, Inês Henriques apostava num novo recorde nos 35 km, competindo a um ritmo que lhe permita fazer os 50 km em quatro horas: “Foi muito melhor do que eu esperava. Sinto que me posso aproximar das quatro horas. O Jorge Miguel [treinador de Inês Henriques] diz-me que ainda faltavam mais 15 [quilómetros], e é verdade, mas senti-me muito, muito bem. Fiz os últimos cinco quilómetros bastante rápidos e, por isso, acho que posso melhorar ainda [o recorde] nos 50 quilómetros, os 04:05.56 horas”, afirmou.
A atleta do Clube de Natação de Rio Maior é, desde Agosto de 2017, campeã do mundo dos 50 km de marcha, título obtido em Londres, onde fixou o recorde do mundo actual. Baixar a marca até próximo das quatro horas é agora um objectivo para Inês Henriques, que vai estar no campeonato do mundo das nações, na China a 5 de Maio, e três meses depois compete no campeonato da Europa de marcha, em Berlim, entre 07 e 12 de Agosto.
“Se ninguém fizer melhor do que eu, há de ser recorde do mundo. Sei que as chinesas vão-me tentar fazer a ‘folha’, mas vou trabalhar o mais possível para estar lá e lutar pelas medalhas, se não mesmo pelo primeiro lugar”, garante.
No campeonato nacional em Porto de Mós, Inês Henriques cumpriu ainda um outro objectivo, mais pessoal: “Queria fazer uma excelente marca e uma boa prova para dedicar à família do Jorge Miguel porque na sexta-feira faleceu a sobrinha dele e sei que estão a passar um momento difícil. Quero dedicar esta prova e este recorde nacional à Sofia e à família.”

Nomeadas para atleta do ano pela Confederação do Desporto
A marchadora de Rio Maior Inês Henriques é uma das nomeadas para o prémio de atleta feminina do ano atribuído pela Confederação do Desporto. A campeã do mundo e recordista mundial dos 50km marcha tem como concorrentes directas a campeã do mundo de bodyboard Joana Schenker, a futebolista Cláudia Neto, a atleta paralímpica Cláudia Santos e a selecção feminina de futebol, na categoria da equipa de 2017.
A atleta diz que esta nomeação tem um “significado muito importante, porque as pessoas estão a reconhecer o que consegui conquistar este ano, com a introdução dos 50 quilómetros no campeonato do mundo. Para mim, essa foi a maior vitória. Depois consegui demonstrar tudo o que queria, ao ser campeã do mundo e com recorde do mundo, demonstrando que as mulheres podiam”, referiu Inês Henriques.
A lista dos 25 nomeados é a seguinte: Treinador do ano - Hugo Canela (Andebol), Jorge Miguel (atletismo), Hélio Lucas (canoagem), Equipa técnica nacional (surf) e Lino Barruncho (triatlo); Jovem promessa ano - Sérgio Maciel (canoagem), Maria Martins (ciclismo), Bruno Fernandes (futebol), Vasco Vilaça (triatlo) e Evelise Veiga (atletismo); Equipa do ano - Sporting (atletismo), seleção nacional A feminina (futebol), selecção nacional de hóquei em patins sub-20 (patinagem), seleção nacional de seniores masculinos (ténis de mesa) e Benfica (triatlo); Atleta feminina do ano - Inês Henriques (marcha), Teresa Portela (canoagem), Cláudia Neto (futebol), Cláudia Santos (desporto para pessoas com deficiência-atletismo) e Joana Schenker (surf); Atleta masculino do ano - Nélson Évora (atletismo), Fernando Pimenta (canoagem), Ricardinho (futsal), Miguel Oliveira (motociclismo) e Frederico Morais (surf).

Inês Henriques aponta a novo recorde do mundo dos 50 km marcha

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...