uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara de Vila Franca de Xira namora empresas de topo para antiga Escola da Armada
FUTURO. Diversas empresas nacionais queremse instalar nos novos terrenos à beira rio foto DR

Câmara de Vila Franca de Xira namora empresas de topo para antiga Escola da Armada

Município diz não querer “qualquer empresa” no complexo adquirido recentemente. Além do Tribunal do Comércio, os antigos terrenos da Armada devem também servir de pólo empresarial e tecnológico. Município confirma conversações com empresas.

Edição de 11.01.2018 | Sociedade

O município de Vila Franca de Xira quer fazer da zona onde vai funcionar o Tribunal do Comércio, no complexo da antiga Escola da Armada, uma zona de empresas tecnológicas de renome e já estão em curso negociações com vista à instalação de alguns nomes importantes. Para já o segredo é a alma do negócio mas o presidente da câmara, Alberto Mesquita (PS), garante que se tratam de empresas “muito interessantes” para o concelho de Vila Franca de Xira.
“Estamos a captar o interesse de várias empresas que já nos contactaram para perceberem onde se poderão instalar naquele local, algumas muito interessantes, e já em 2018 haverá decisões sobre algumas delas. Será algo muito importante para o nosso concelho”, perspectiva o autarca.
Para já sabe-se que algumas das empresas em questão já visitaram o espaço e mostraram-se “muito interessadas”, pelo que durante o primeiro trimestre de 2018 deverá haver novidades. As negociações, admite Mesquita, “estão a ser demoradas” porque o município não quer “qualquer empresa” situada naquele local, apenas “empresas importantes”, de sectores de futuro e que tragam valor acrescentado.
Do estudo urbanístico que o município desenvolveu para o local, onde em tempos funcionou a Escola da Armada, a âncora de atractividade do espaço será a instalação do Tribunal do Comércio, cujas obras devem arrancar este ano. “Estamos a trabalhar também com o urbanismo para perceber qual a figura mais adequada para o espaço, de forma a permitir às empresas instalarem-se naquele local. Avançar para um loteamento parece-nos a melhor ideia mas não está fechada. É que com um loteamento fechado e bem definido as empresas podem começar a perceber que espaços poderão ocupar”, refere.

Câmara de Vila Franca de Xira namora empresas de topo para antiga Escola da Armada

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...