uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Fernando Ferreira já anda na nova cadeira de rodas
Cadeira de rodas foi entregue no dia 3 de Janeiro foto O MIRANTE

Fernando Ferreira já anda na nova cadeira de rodas

Engenheiro agrário de Almeirim que sofre de esclerose múltipla está a adaptar-se ao novo equipamento, comparticipado pela Segurança Social. Foi uma boa surpresa que chegou no final do ano e que vai melhorar a qualidade de vida do doente.

Edição de 11.01.2018 | Sociedade

Fernando Ferreira, um engenheiro agrário de Almeirim que sofre de esclerose múltipla, já recebeu a cadeira de rodas comparticipada pela Segurança Social. O equipamento, produzido na Suécia, chegou a sua casa no dia 3 de Janeiro, cerca de um mês mais cedo do que o previsto. Os primeiros dias têm sido de adaptação a uma nova cadeira à qual ainda não está muito familiarizado. Falta ainda uma grua para colocar a cadeira dentro do automóvel, que já foi encomendada e está previsto chegar nas próximas semanas.
“Por enquanto ainda não posso sair de carro com esta cadeira porque falta a grua. A cadeira pesa quase 200 quilos e por enquanto só posso andar pelas ruas de Almeirim, o que não é fácil porque a cadeira não sobe lancis nem as lombas. Mas foi, sem dúvida, uma boa surpresa que chegou no final do ano”, explica a O MIRANTE.
O engenheiro agrário refere que é impossível comparar o novo equipamento com a cadeira antiga. Esta é adequada ao seu tamanho, muito mais confortável, o assento é ergonómico e está preparada para que Fernando possa passar várias horas em posição vertical, o que anteriormente não acontecia. Fernando tem que estar pelo menos uma hora por dia nessa posição.
“É o mais difícil porque obriga o coração a trabalhar mais e activa músculos que já não trabalhavam há algum tempo, desde o último internamento em Alcoitão”, refere. Até a sua maneira de falar é diferente, mais perceptível, o que Fernando explica com o facto de agora estar sentado correctamente.
“O próximo passo é fazer obras em casa para adaptar o espaço à nova cadeira. É fundamental”, diz Fernando.

Recolha de tampinhas vai continuar para ajudar outras pessoas
Fernando Ferreira vai continuar com a campanha de recolhas de tampinhas para poder ajudar outras pessoas. As tampas que recolheu para si e entregou à Resitejo vão ser para conseguir comprar a cama articulada de que precisa. Faltam entre três a quatro toneladas para alcançar o seu objectivo. No entanto, vai ajudar casos que sejam mais urgentes.
“Já entreguei várias tampas para casos mais urgentes que o meu. A minha prioridade era a cadeira. Como já a consegui, vou angariando tampas para mim e também para quem precise mais do que eu. Como o meu caso correu tão bem algumas pessoas pediram-me para continuar a dar a cara pela campanha de recolha de tampinhas e vou fazer o que for preciso para ajudar. Não ganho nada com isto. Faço-o para poder ajudar os outros como me ajudaram a mim”, sublinha.

Fernando Ferreira já anda na nova cadeira de rodas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...