uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Cinco sismos com epicentro no distrito de Santarém em nove anos

Edição de 17.01.2018 | Sociedade

Desde 2009 foram registados cinco sismos com epicentro em quatro localidades do distrito de Santarém, com magnitudes entre 2.5 e 3.4 na escala de Richter, sendo que dois deles tiveram origem em Benavente. Das localidades onde os sismos tiveram epicentro nestes nove anos contam-se também Alpiarça, Cartaxo e Rio Maior, segundo os dados disponibilizados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que na segunda-feira registou um sismo que teve uma magnitude de 4.9, sentido na região e que teve o epicentro em Arraiolos.
Neste período os dois sismos com maior intensidade tiveram origem em Rio Maior (3.4) em 31 de Julho de 2016, às 15h05, e em Alpiarça (3.4) no dia 14 de Outubro de 2009, às 18h53. Com epicentro em Benavente houve dois sismos, um com magnitude 2.8 em 1 de Setembro de 2013, às 00h50, e outro com magnitude 2.5 no dia 23 de Setembro de 2016, às 6h34. Com epicentro no Cartaxo, os sismógrafos registaram um sismo de magnitude 2.7 no dia 19 de Fevereiro de 2015, às 7h58.
Em termos de intensidade estes sismos foram de classificação “Muito Pequeno” (de magnitude 2,0 a 2,9) que é apenas detectado por sismógrafos, e “Pequeno” (3,0-3,9), que é frequentemente sentido mas raramente causa danos. A partir de “Moderado” (5,0-5,9) o sismo já pode causar danos importantes em edifícios mal concebidos e danos ligeiros em edifícios bem construídos.
Recorde-se que na segunda-feira, 15 de Janeiro, foi sentido no distrito de Santarém e zonas de Vila Franca de Xira e Azambuja, um sismo com epicentro em Arraiolos e uma magnitude de 4,9 na escala de Richter. “Este sismo, de acordo com a informação disponível, não causou danos pessoais ou materiais”, refere o Instituto Português do Mar e da Atmosfera em comunicado. Desde 17 de Dezembro, segundo os registos do IPMA, este foi o sismo registado de maior intensidade, sendo que desde essa data o que tinha sido detectado com maior intensidade chegou aos 3,6 e teve epicentro em Odemira no dia 5 de Janeiro às 20h30.
A Escala de Richter indica que entre 4,0 e 4,9 o sismo é de intensidade ligeira, sentindo-se tremor notório de objectos no interior de habitações, ruídos de choque entre objectos. Nesta escala considera-se o sismo como significativo, embora seja improvável a ocorrência de danos importantes. Antes do sismo de intensidade ligeira há três níveis, o microssismo que não é perceptível pelos humanos, o sismo muito pequeno (de magnitude 2,0 a 2,9) que é apenas detectado por sismógrafos, e o sismo pequeno (3,0-3,9), que é frequentemente sentido mas raramente causa danos.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...