uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Morreu António Pelarigo, o fadista das Caneiras
Foto DR - António Pelarigo

Morreu António Pelarigo, o fadista das Caneiras

Tinha 64 anos e faleceu na terça-feira, 16 de Janeiro

Edição de 17.01.2018 | Sociedade

António Pelarigo, conhecido fadista natural das Caneiras, em Santarém, faleceu na madrugada de terça-feira, 16 de Janeiro, vítima de doença prolongada. Tinha 64 anos. O corpo esteve em câmara ardente na capela das Portas-do-Sol. O funeral realizou-se na quarta-feira, 17 de Janeiro, em Santarém.
António Pelarigo nasceu à beira Tejo, nas Caneiras, em Santarém, filho de pescadores e toda a vida foi fadista amador. Em entrevista a O MIRANTE (ver edição 16 Outubro 2014), recordava que as poucas vezes que tinha ido à pesca foi em criança com os pais. Depois cresceu, fez-se homem e fez de tudo um pouco para ganhar a vida.
Foi caixeiro viajante, trabalhador rural, serralheiro, pequeno empresário de construção civil. Toda a vida cantou nos locais onde sempre se cantou o fado. Em tabernas, casas de fado, clubes, convívios de amigos. Em 2014 apareceu nos jornais, revistas e televisões como fadista, graças a um disco produzido pela Acid Records de José Cid.

Morreu António Pelarigo, o fadista das Caneiras

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...