uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Salão de jogos não dá sossego a moradores de Vialonga
PROBLEMA. Moradores queixam-se de forte ruído proveniente do café Foto O MIRANTE

Salão de jogos não dá sossego a moradores de Vialonga

Residentes na vizinhança queixam-se do ruído elevado fora de horas. Câmara de Vila Franca de Xira notificou proprietário do estabelecimento para tomar medidas com vista à insonorização do espaço.

Edição de 25.01.2018 | Sociedade

Os moradores do número 19 da Rua Valério Nogueira, em Vialonga, queixam-se da inércia da Câmara de Vila Franca de Xira relativamente ao ruído provocado pelo café “Video Coffee”, onde todas as noites se juntam pessoas a jogar matraquilhos e setas até à meia-noite, debaixo de um toldo instalado de forma ilegal no terraço das traseiras do prédio.
Apesar das constantes queixas feitas à câmara e à Guarda Nacional Republicana (GNR), a situação arrasta-se desde Fevereiro de 2017 e não parece ter fim à vista. “É uma situação de desespero esta e começamos a confiar cada vez menos nas instituições”, explica uma das moradoras a O MIRANTE.
A instalação do toldo foi aprovada numa reunião de condomínio, com a condição de que este seria utilizado para serviço de esplanada até às 21h30, não podendo tapar todo o terraço. Estas condições não foram cumpridas e o toldo neste momento ocupa o terraço inteiro e funciona como um salão de jogos, para lá do horário estabelecido.
O ruído começa todos os dias por volta das 20h00 e estende-se até perto da meia-noite, sendo que durante o fim-de-semana há relatos de se estender pela madrugada fora ou “até a polícia chegar”. Durante este período, os moradores do primeiro andar são obrigados a andar de tampões nos ouvidos em casa e os restantes moradores queixam-se da impossibilidade de colocar os filhos menores a dormir enquanto o estabelecimento se encontra em funcionamento.
Devido às queixas, a Câmara de Vila Franca de Xira realizou uma medição do ruído em Maio de 2017 que apresentou um valor cerca de quatro vezes superior (15 decibéis) ao que está regulamentado pelo Regulamento Geral Ruído do (4 decibéis). Perante estas provas, os moradores mostram alguma estupefacção relativamente à inércia da autarquia e pedem uma resolução urgente, seja ela a redução do horário de funcionamento ou o encerramento do espaço comercial.
O presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), conhece este processo e diz que estão a ser tomadas medidas para resolver o problema. Contactado por O MIRANTE, o autarca explicou que está a decorrer um processo e que já se procedeu à notificação do explorador do estabelecimento para que este faça obras de insonorização do espaço de forma a minimizar o ruído. Após a realização destas obras, a autarquia vai proceder a nova medição de forma a aferir a legalidade dos valores. Caso os valores continuem acima do regulamentado, serão tomadas novas medidas.
Até ao fecho desta edição O MIRANTE não conseguiu obter uma resposta do dono do café, apesar das várias tentativas para contactar o mesmo.

Salão de jogos não dá sossego a moradores de Vialonga

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...