uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Pela promoção de uma cultura de autonomia e responsabilidade

Agrupamento de Escolas de Constância com autonomia e flexibilidade curricular

Edição de 08.02.2018 | Economia

O Agrupamento de Escolas de Constância é um dos agrupamentos do país que, no início deste ano letivo, integrou o Projecto de Autonomia e Flexibilidade Curricular lançado pelo Ministério da Educação, tendo vindo a desenvolver e aprofundar um conjunto de acções passíveis de proporcionarem a todos os seus alunos um percurso educativo de sucesso que permita o desenvolvimento pleno das suas capacidades e potencialidades e prepará-los para o futuro.
Tomando como documento orientador e regulador da sua acção o perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória, cujo dia foi assinalado no dia 15 de janeiro a nível nacional, toda a acção pedagógica e didáctica levada a cabo pelos diferentes agentes educativos do agrupamento, em contextos mais ou menos formais, curriculares e/ou extracurriculares, tem-se orientado no sentido de promover uma cultura de autonomia e responsabilidade que possibilite a apropriação por parte dos alunos do conjunto de princípios e valores inscritos no documento, bem como o desenvolvimento das áreas de competências nele definidas.
Como se encontra referido no Projecto Educativo do Agrupamento (16-19), a linha fundadora basilar da instituição assenta na “assunção da escola como espaço privilegiado de promoção das aprendizagens a par da educação para os valores, visando uma cultura de prevenção, formação e participação cívica dos alunos, potenciadora da aquisição de competências que sustentem a aprendizagem ao longo da vida e a autonomia”.
Para além do ensino regular, nos diversos ciclos e níveis de ensino, tem sido proporcionado um conjunto de ofertas educativas de vertente profissional, com principal ênfase nos cursos de restauração – cozinha pastelaria e restaurante bar, com sucesso do ponto de vista da taxa de conclusão e de enquadramento profissional.
Outra vertente da formação escolar é a aposta no ensino articulado da música, existindo, actualmente, três turmas de ensino articulado onde os alunos – em parceria com o Choral Phydellius e a Associação Filarmónica de Montalvo – desenvolvem aprendizagens específicas nesta área.
O Agrupamento aposta, ainda, em projectos que procuram desenvolver competências não cognitivas nos seus alunos (EPIS – Mediadores para o Sucesso Escolar e Gabinete do Otimismo, por exemplo) e, ao mesmo tempo, fortalecer a ligação destes à escola, à comunidade e ao local.
Exemplos desses projetos são as Pomonas Camonianas (recriação de um mercado quinhentista por altura do 10 de Junho), as Festas do Concelho (em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem), o Dia da Família e o Grupo Movirítmos (grupo de percussão e ginástica que tem sido chamado para várias atuações em diferentes contextos e localidades).
Destacam-se ainda pela sua relevância na formação integral das crianças e jovens o “Tomem lá do Camões” (projeto teatral de contextualização do currículo e abertura ao meio que visa entre outros objetivos valorizar o património edificado, cultural e imaterial da vila); projetos levados a cabo no âmbito do programa ERASMUS +; projeto(s) de voluntariado e solidariedade (envolvendo a Santa Casa da Misericórdia de Constância); programa de tutoriais interpares; prémio Camões e prémio SENSOSIM (formas de valorização pública dos sucessos dos alunos, quer em termos escolares quer em termos atitudinais); Programa Escolhas - Projeto Ganhar ASAS (onde o Agrupamento é parceiro); projectos vários nas áreas do empreendedorismo e da cidadania activa, designadamente aqueles que são promovidos pela TAGUS VALLEY e pela EDP; e a aposta que o Agrupamento faz no desporto, nomeadamente na ginástica, equitação e natação.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...