uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Osteopatia Pediátrica
Rita Martins - Osteopata Póvoa de Santa Iria

Osteopatia Pediátrica

Incentivada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como prática de saúde, a osteopatia é uma terapia que visa restabelecer o normal funcionamento do corpo humano através de técnicas manuais sobre os tecidos. Foi criada em 1874 por Andrew Taylor Still, nos EUA, e rege-se pelos seus princípios e metodologia própria.

Edição de 08.02.2018 | Opinião

Incentivada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como prática de saúde, a osteopatia é uma terapia que visa restabelecer o normal funcionamento do corpo humano através de técnicas manuais sobre os tecidos. Foi criada em 1874 por Andrew Taylor Still, nos EUA, e rege-se pelos seus princípios e metodologia própria.
Recentemente regulamentada em Portugal destina-se a todas as pessoas, seja qual for a idade, adaptando a intervenção às diferentes populações e disfunções apresentadas.
É uma área ainda desconhecida para muitas pessoas, que vão tendo conhecimento através de familiares, amigos e conhecidos que foram consultados por um osteopata e sentiram os benefícios.
Sabia que a osteopatia também se destina às crianças desde o seu nascimento?
O parto é um momento de grande tensão para o bebé que está sujeito a elevadas forças de compressão para conseguir nascer. O crânio do recém-nascido tem de se adaptar às contracções uterinas, apresentando muitas vezes diferentes formas que podem estar na origem de escolioses, má oclusão dentária, astigmatismo, irritabilidade, entre outros.
Estas alterações estão muitas vezes relacionadas com disfunções na base do crânio que influenciam por sua vez o funcionamento do sistema nervoso da criança, podendo até originar alterações do sono, cólicas, refluxos e obstipações. Porquê dar medicação para as cólicas a um bebé se três a cinco sessões de osteopatia pediátrica resolvem o problema?
Em qualquer um destes casos a intervenção da osteopatia é uma importante aliada na correcção das disfunções apresentadas e na melhoria da saúde da criança.
A propensão para determinadas disfunções varia ao longo do crescimento da criança e cabe ao osteopata adequar o leque de técnicas ao seu dispor à idade da criança e às alterações apresentadas.
Do mesmo modo que a osteopatia tem um papel importante na prevenção de futuros problemas de saúde dos adultos é relevante que as suas crianças sejam consultadas por um osteopata a fim de se detectar e prevenir possíveis disfunções. Em países como o Reino Unido, França e Nova Zelândia levar uma criança a uma consulta de osteopatia é como consultar um pediatra, trabalham em paralelo e complementam-se na promoção da saúde da criança.
É igualmente importante a escolha do osteopata pois é fundamental que tenha formação específica em osteopatia pediátrica visto que a avaliação e o tratamento do bebé/criança seja muito diferente da abordagem utilizada para os adultos.


Rita Martins - Osteopata
Póvoa de Santa Iria

Osteopatia Pediátrica

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...