uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Prémios Personalidade do Ano de O MIRANTE celebram auto-estima da região

Este ano a cerimónia decorre em Torres Novas, no Cine-Teatro Virgínia. União Desportiva e Recreativa da Zona Alta, de Torres Novas, é Personalidade do Ano na área do Desporto/F. A Orquestra Típica Scalabitana foi escolhida como Personalidade do Ano - Cultura/M e Teresa Ferreira, administradora da Águas de Santarém, como Personalidade do Ano Política/F .

Edição de 08.02.2018 | Sociedade

O MIRANTE distingue pelo 13º ano consecutivo as instituições e personalidades da região do Ribatejo que considera serem exemplos positivos nas mais diversas áreas de actividade. Depois de no dia 1 de Janeiro, como é habitual, termos divulgado a escolha do juiz Carlos Alexandre, natural de Mação, apresentamos esta semana mais três premiados.
A semana passada já tínhamos divulgado outros três prémios a atribuir. A Administração do Campo Pequeno, eleita como Personalidade do Ano na área da Tauromaquia; Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, que é Personalidade do Ano na Área da Política - Masculino, e Diamantino Duarte, administrador da Resitejo, Personalidade do Ano na área Vida.

Política - Feminino

Teresa Ferreira - Administradora executiva da empresa municipal Águas de Santarém

Teresa Ferreira, 43 anos, integra o conselho de administração da empresa municipal Águas de Santarém desde Novembro de 2012, tendo assumido o cargo de administradora executiva em Janeiro de 2013.
O seu trabalho tem-se destacado pelos investimentos avultados realizados nos últimos anos na rede de saneamento básico garantindo uma cobertura quase total do concelho.
De perfil discreto, mas assertivo, o seu desempenho à frente da empresa municipal de água e saneamento tem sido considerado bastante positivo e está agora focado noutro grande objectivo: reduzir as perdas de água na rede pública de abastecimento que actualmente rondam os 32,7%. Casada e com duas filhas, Teresa Ferreira é licenciada em Economia e tem um MBA em Gestão de Empresas.

Teresa Ferreira, administradora da empresa municipal Águas de Santarém

Desporto

União Desportiva e Recreativa da Zona Alta é Personalidade do Ano no Desporto

A União Desportiva e Recreativa da Zona Alta, de Torres Novas, é uma colectividade de bairro com projecção regional e até nacional graças a modalidades como o basquetebol feminino, a ginástica e o tiro com arco, entre outras.
Recentemente criou mais uma modalidade, o airsoft, que simula cenários de guerra com réplicas de armas reais.
Em 2017, a agremiação, fundada em 1979, estava em sétimo lugar entre os clubes de ginástica com mais praticantes a nível nacional num universo de 228 clubes existentes, segundo uma estatística elaborada e divulgada pela Federação Portuguesa de Ginástica.
A colectividade tem também investido no seu património, de que são exemplo as obras realizadas na sua sede que incidiram na zona mais social, arrumos, bar e sanitários. É a primeira fase de uma intervenção a que os dirigentes pretendem dar continuidade nos próximos anos.

Joana Morte, Ricardo Crispim, Matilde Bué, João António, Rui Dias, Rui Godinho e João Inácio, os sete elementos da direcção da Zona Alta

Cultura

Orquestra Típica Scalabitana Personalidade do Ano na Cultura

A Orquestra Típica Scalabitana, ex-libris da música popular do Ribatejo, foi fundada em 1946 pelo jovem maestro António Gavino, músico amador e autodidacta, autor da famosa “Marcha Ribatejana”. Actualmente é constituída por orquestra e coro misto. Tem cerca de quarenta elementos, com idades compreendidas entre os 12 e os 65 anos.
Em Dezembro do ano passado foi lançado o livro “História viva de uma grande orquestra”, onde o antigo director da Orquestra Típica Scalabitana, Armando Paulo, condensou as histórias daquela que é a mais emblemática instituição de cultura tradicional da região.
Desde a sua fundação tem vindo a desenvolver uma actividade contínua com importante papel na divulgação da música e da cultura ribatejana, tendo já actuado um pouco por todo o país e também no estrangeiro, nomeadamente Espanha, França, Bélgica, Alemanha e Macau.
Actualmente a Orquestra conta com seis bandolins, duas flautas, um flautim, dois acordeões, três violas, dois violões e uma bateria. Os músicos apresentam-se com trajes típicos do Ribatejo desde 1948.

Orquestra Típica Scalabitana

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...