uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A antena suspeita e as couves que não crescem 

A antena suspeita e as couves que não crescem 

Um munícipe residente na Parreira, concelho da Chamusca, está descontente porque as couves que cultivou na sua horta não estão a crescer como é habitual e foi queixar-se à reunião de Câmara da Chamusca. Segundo o queixoso, a situação anómala deve-se ao facto de terem deixado colocar uma antena de telecomunicações da MEO nas imediações, o que, no entendimento do agricultor, terá influência nos problemas de crescimento que os vegetais têm revelado. A Câmara da Chamusca tomou nota da ocorrência e enviou a reclamação para a empresa de telecomunicações, que decidiu mandar fazer a monitorização da intensidade da potência da antena. O resultado entretanto já chegou e, segundo o presidente do município, Paulo Queimado, o valor registado mais desfavorável foi 1.202 vezes abaixo dos limites legais. Ou seja, parece que está tudo bem com a antena e que a culpa será mesmo dos fertilizantes usados na terra. Ou da falta deles...

Edição de 14.02.2018 | Cartoon da noticia
A antena suspeita e as couves que não crescem 

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido