uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Terreno da Câmara da Barquinha usado para depositar e desmantelar carros velhos
Presidente da câmara da Barquinha diz que não existe depósito de sucata na Rua do Tojal

Terreno da Câmara da Barquinha usado para depositar e desmantelar carros velhos

Moradores de rua da Moita do Norte já se queixaram da situação e dizem que não querem sucata ao pé de casa.

Edição de 14.02.2018 | Sociedade

Um terreno propriedade da Câmara de Vila Nova da Barquinha, sito na Rua do Tojal, na Moita do Norte, tem sido usado para depósito e desmantelamento de automóveis em fim de vida, aparentemente à revelia do município. A situação motivou queixas de alguns moradores da zona, que preferem não ser identificados temendo represálias por parte de quem se serve do terreno para esses fins.
Um dos moradores disse a O MIRANTE que a situação é preocupante porque os resíduos resultantes do desmantelamento de carros pode colocar em causa a segurança das pessoas e o meio ambiente. O residente apresentou uma queixa no Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente( SEPNA), da GNR, em Lisboa, sobre essa situação.
O MIRANTE contactou o presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire (PS), que através de uma declaração escrita explica que “o que existe na Rua do Tojal não é um depósito de sucata”. E acrescenta que “está abandonado um automóvel sem matrícula, no terreno, estando neste momento os serviços de fiscalização da câmara a apurar qual o legítimo proprietário para posterior remoção”.

Terreno da Câmara da Barquinha usado para depositar e desmantelar carros velhos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido