uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Dois anos de Restaurante Pigalle com a mesma vontade de encantar e surpreender
André Rodrigues Santos sempre teve paixão por cozinhar

Dois anos de Restaurante Pigalle com a mesma vontade de encantar e surpreender

André Rodrigues Santos é pragmático ao almoço e faz sonhar ao jantar

Edição de 21.02.2018 | Economia

No dia 18 de Fevereiro completaram-se dois anos desde que André Rodrigues Santos tomou conta do restaurante Pigalle, no centro histórico de Santarém, imprimindo-lhe o seu cunho pessoal. Por vezes as ideias dos mais entusiastas e apaixonados pela cozinha, como ele, não se concretizam porque a fasquia foi colocada demasiado alto. Neste caso não foi isso que sucedeu porque a aposta era concretizável e foi sendo ajustada à realidade.
André Rodrigues Santos sempre gostou de cozinhar e ao longo destes dois anos de Pigalle não perdeu o gosto. Os cinco de experiência que já levava na bagagem serviram-lhe para se sentir seguro do que queria fazer. E fê-lo.
Na altura da abertura O MIRANTE referiu pratos como Magret de Pato com puré de beterraba e grelos salteados, por exemplo, ou lombo de bacalhau com grão e molho de pimento assado, ou mesmo uma cataplana de polvo como alguns pratos que poderiam ser encontrados no novo Pigalle, a par de, por exemplo, lombinho de porco com migas de broa de milho e batata frita, bife do lombo na pedra ou bife à Pigalle. Agora poderia fazer muitos mais parágrafos para ilustrar a criatividade e a imaginação de André Rodrigues Santos.
O que parece imutável é a sua motivação. “Tive sempre o objectivo de criar sensações e provocar emoções com aquilo que cozinho”, explicou-nos na altura. Dois anos depois mantém aquela vontade que o levou a tomar conta de um espaço com história como o Pigalle.
“Quero que os nossos clientes descubram novos paladares, novos sabores, novas sensações”, insiste, lembrando que há um Pigalle ao almoço, que é o Pigalle de quem trabalha ou está com pressa para ir tratar da sua vida quotidiana, e outro Pigalle ao jantar que é uma altura em que há tempo para estar, experimentar e saborear.
“Ao almoço existe prato do dia e a comida tradicional. Há noite só trabalhamos por carta e é quando temos comida de autor e contemporânea”, sublinha, prometendo um serviço prestável e atencioso a quem entrar no restaurante. O Pigalle fica no nº 15 da Rua Capelo e Ivens. Funciona das 12h00 às 15h00 às segundas-feiras e de terça a sábado, das 12h00 às 15h30 e das 19h00 às 23h00. Pode ser contactado através dos telefones 243 046 865 ou 919 638 557.

Dois anos de Restaurante Pigalle com a mesma vontade de encantar e surpreender

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...