uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Enterro do Entrudo no Pinheiro Grande fez-se sem a viúva presente
Enterro do Entrudo no Pinheiro Grande foi mais uma vez de “corte na casaca”

Enterro do Entrudo no Pinheiro Grande fez-se sem a viúva presente

Edição de 21.02.2018 | Sociedade

A noite de Quarta-Feira de Cinzas na aldeia do Pinheiro Grande, concelho da Chamusca, foi mais uma vez de ‘corte na casaca’ em entidades e gente da terra e do concelho mais ou menos identificada. O Enterro do Entrudo promete regressar para o ano e deixa o aviso: cuidado com o que andam a fazer, não vão também aparecer no testamento. A viúva baldou-se e teve direito a um verso logo a abrir.

Aqui ficam algumas das quadras deste ano 2018.
Neste enterro do Entrudo
Já nem viúva temos para chorar
Isto anda para aí mistério
Ou “passarinho” novo a voar!?

Na nossa Câmara Municipal
Até dá gosto vê-los a andar
É vereadores no ginásio
E o presidente sempre a pedalar!

Agora com uma vereadora
Tudo é diferente
Nunca mais a vimos
Desde que quis ser presidente!

Com esta falta de dinheiro…
Até o presidente já não está a tempo inteiro!

A G.N.R. da Chamusca
No ano passado foram entalados
Já não vêm ao Pinheiro
Parece que ficaram envergonhados!

O nosso lindo Tejo
Era lugar de grande atracção
Agora a água está tão negra
Que parece uma estrada de alcatrão!

Nestas ultimas eleições
Até uma agricultora meteram
Ainda hoje não sabem
Como é que perderam!
Das cabeças foste sozinho
A Chamusca querias governar
Saiu-te o tiro pela culatra
no dedo ficaste a chuchar!

Dos candidatos das eleições
Não nos podemos esquecer
Talvez daqui a quatro anos
Voltem cá a aparecer!

Nas Cabeças do Pinheiro
Já pouco há para cuidar
Já lhe tiraram as ruas
Mas nem o Parque de Festas sabem limpar!

A casa de banho da Paróquia
Levou muito tempo a projectar
Ficou tão pequena
Que ninguém lá consegue entrar!

Do Grupo Desportivo
Temos muito que falar
Abre tarde e a más horas
Ao almoço têm sempre de se sentar!

A nossa junta de freguesia
continua sempre presente
já nem com uma festa qualquer
vemos o nosso presidente!

O lixo do vale de Inferno
Uma quermesse dava para fazer
Quando começarem a limpar
Nem a varredora consegue varrer!

Esta terra está diferente
Já não há tanta animação
É vê-los ir pró baile das velhas
Até fazem excursão!
O corso carnavalesco
Foi muito bom não façam troça
Até havia um borrego
A puxar uma carroça!

Que dia tão bonito
Só fez falta quem não quis mal
Até acenderam o cepo
Que devia ter ardido no Natal!

Um bom ano para todos…e não se deixem abalar
Vejam lá o que é que fazem ….não venham AQUI parar!.

Enterro do Entrudo no Pinheiro Grande fez-se sem a viúva presente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...