uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Júlio Isidro foi a escolha de O MIRANTE para Personalidade do Ano - Nacional

Entrega dos prémios é dia 1 de Março no Teatro Virgínia em Torres Novas

Edição de 21.02.2018 | Sociedade

Esta semana terminamos a divulgação dos distinguidos com os prémios Personalidade do Ano e revelamos que Joaquim Esperancinha, que foi presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, será a personalidade homenageada a título póstumo, Joaquim Guardado, director do Centro João Paulo II, situado em Fátima (Prémio Cidadania) e Júlio Isidro, apresentador de televisão (Prémio Personalidade do Ano - Nacional). Os prémios Personalidade do Ano foram criados por O MIRANTE em 2005 com o objectivo de homenagear publicamente pessoas e instituições da região que se tenham destacado ao nível das actividades que desenvolvem constituindo exemplos positivos e inspiradores.

Personalidade do Ano Nacional

Júlio Isidro

Júlio Isidro é produtor, realizador e apresentador de programas de televisão desde 1960 e de rádio desde 1968 e o seu trabalho continua a chegar até nós através daqueles dois meios de comunicação. Mas dizer isso dele é dizer quase nada. Foi ele que lançou dezenas e dezenas de artistas na área da música e das artes em geral. Através de centenas e centenas de entrevistas ficámos a conhecer cantores, actores, criadores, nacionais e estrangeiros. Há alguns anos que o temos frequentemente entre nós uma vez que, para além da sua residência em Cascais, tem casa na zona do Cartaxo e passeia-se como qualquer um de nós em muitos locais do Ribatejo. Os que têm trinta e tal anos recordam-no como o Tio Julião. Os que são um pouco mais velhos lembram a “Febre de Sábado de Manhã” ou “O Passeio dos Alegres”. Em parceria com o actor Mário Viegas fez-nos ouvir através do “Palavras Ditas”, poesia da melhor, em horário nobre. Para além de ter escrito vários livros infantis Júlio Isidro publicou, em 2016, uma autobiografia intitulada “O Programa Segue Dentro de Momentos”.

Júlio Isidro

Cidadania

Joaquim Guardado - Administrador do Centro João Paulo II em Fátima

Joaquim Guardado é director de duas instituições com sede em Fátima que cuidam de quem mais precisa de cuidados. O Centro de Apoio a Deficientes João Paulo II e a Unidade de Cuidados Continuados Bento XVI, dedicada a doentes de Alzheimer. Advogado, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pombal, conhece bem os dramas das crianças, jovens e adultos que ali são acolhidos. Sem filhos, dedica-se de alma e coração a crianças rejeitadas e àquelas cujos pais não têm condições para cuidar. E acompanha de muito perto os seus dramas. Teve casos de Alzheimer na família e isso, em vez de o afastar, aproximou-o mais da missão que lhe foi confiada. Quem visita as duas casas sai de lá de coração apertado. Os funcionários que ali trabalham têm que ter qualidades excepcionais. Quanto a Joaquim Guardado continua a emocionar-se de alma e coração o que certamente lhe dá ainda mais força para ajudar os outros.

Joaquim Guardado

Homenagem a Título Póstumo

Joaquim Esperancinha

Faleceu 8 de Janeiro de 2017, com 69 anos, e foi presidente do Centro Hospitalar do Médio Tejo

Joaquim Nabais Esperancinha, falecido a 8 de Janeiro de 2017, com 69 anos, foi presidente do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que inclui os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, nos períodos de 2003 a 2005 e de 2012 a 2014. Era conhecido pela sua inteligência, competência, capacidade de diálogo e qualidades humanas. Natural de Portalegre, residia no Cartaxo há muitos anos e era visto como uma pessoa da região. Quando terminou as suas funções de presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo recebeu um louvor do então ministro da Saúde, Paulo Macedo, no qual era realçado o seu empenho, dedicação e lealdade no exercício das suas funções, em condições profissionais e pessoais difíceis. A tal louvor não foi alheio o facto de Joaquim Esperancinha ter assumido o segundo período de gestão do Centro Hospitalar numa altura em que o mesmo passava por uma grave situação a todos os níveis, situação essa que ele conseguiu reverter em grande parte.

Joaquim Esperancinha

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...