uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Enguia é o prato do dia em 21 restaurantes de Salvaterra de Magos
Gastronomia, artesanato e Falcoaria são os ingredientes de Salvaterra de Magos

Enguia é o prato do dia em 21 restaurantes de Salvaterra de Magos

A novidade deste ano do Mês da Enguia, que decorre de 1 de Março a 1 de Abril, será a primeira edição da Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais.

Edição de 01.03.2018 | Cultura e Lazer

De 1 de Março a 1 de Abril a enguia vai ser prato do dia em 21 restaurantes do concelho de Salvaterra de Magos com a realização de mais uma edição do Mês da Enguia. Enguias fritas com arroz de feijão, ensopado de enguias, caldeirada de enguias ou enguias grelhadas são algumas das várias formas de cozinhar o petisco e que vão constar nas ementas dos 21 restaurantes que aderiram ao Mês da Enguia.
Para além da gastronomia, a novidade deste ano será a primeira edição da Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais que contará com 100 expositores. O certame terá lugar no Pavilhão Inatel em Salvaterra de Magos, onde decorrerá grande parte da animação musical com destaque para a música popular portuguesa, nomeadamente a actuação dos dez ranchos folclóricos do concelho, bandas filarmónicas, marchas populares.
Nesse local sobem também a palco o grupo Farra Minhota e o artista de stand-up comedy Aldo Lima e Ricardo & Henrique que actuam a 17, 24 e 31 de Março, respectivamente. O certame promove ainda os passeios de barco no Tejo, cinco exposições, a Falcoaria Real Património da Humanidade da Unesco, a décima edição do Festival das Sopas, o alojamento e as casas de vinho locais. Estão ainda garantidas várias demonstrações de colectividades locais e acções culturais e desportivas.
“O Mês da Enguia já se estendeu para além do território do concelho e da região, superando em cada ano que vai passando o número de visitantes”, destaca o presidente do município, Hélder Esménio (PS), durante a apresentação do certame no Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, referindo que só o ano passado foram consumidas mais de 6,5 toneladas de enguias.
Para o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, o Mês da Enguia é mais do que um evento, é um investimento para o concelho. Relembrou ainda quando foi fazer há dois anos a abertura da Quinzena das Enguias em Benfica do Ribatejo, juntamente com o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro. Na altura, conta, a presidente da Junta de Freguesia de Benfica do Ribatejo admitiu que não gostava de enguias e pediu costeletas de porco. “Foi quando aproveitei para tirar uma fotografia em tom de brincadeira”, revela Ceia da Silva, dizendo que subscreve por completo os eventos associados aos produtos endógenos. “Uma feira medieval é igual em Caminha ou em Vila Real de Santo António, mas o Mês da Enguia só existe em Salvaterra de Magos”, defende o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Os restaurantes aderentes

Os restaurantes aderentes ao Mês da Enguia são: Dom Roberto, O Escaroupim, A Casinha, Casa João da Quinta, A Tasquinha do Marujo, Preto & Branco, Zé do Moinho, Parque Real e Tasca (todos em Salvaterra de Magos), O Pinto, Zé da Marreta, O Bom Garfo, Flor da Vila, o Canto do Vaz, O Pote, O Cantinho de Marinhais (todos em Marinhais) e Tira-Picos, Tanana’s, Barragem de Magos e Adega da Rosa (os quatro em Foros de Salvaterra) e O Souto (em Muge).

Enguia é o prato do dia em 21 restaurantes de Salvaterra de Magos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques