uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Joaquim Esperancinha foi um homem empenhado e leal no exercício das suas funções

Joaquim Esperancinha foi um homem empenhado e leal no exercício das suas funções

Personalidade do Ano Homenagem a Título Póstumo - Joaquim Esperancinha
Edição de 01.03.2018 | Especial Retrospectiva

Joaquim Nabais Esperancinha, falecido a 8 de Janeiro de 2017, com 69 anos, foi presidente do Centro Hospitalar do Médio Tejo, que inclui os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, nos períodos de 2003 a 2005 e de 2012 a 2014. Era conhecido pela sua inteligência, competência, capacidade de diálogo e qualidades humanas.
Natural de Portalegre, residia no Cartaxo há muitos anos e era visto como uma pessoa da região. Quando terminou as suas funções de presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo recebeu um louvor do então ministro da Saúde, Paulo Macedo, no qual era realçado o seu empenho, dedicação e lealdade no exercício das suas funções, em condições profissionais e pessoais difíceis.
A tal louvor não foi alheio o facto de Joaquim Esperancinha ter assumido o seu segundo período de gestão do Centro Hospitalar numa altura em que o mesmo passava por uma grave situação a todos os níveis, situação essa que ele conseguiu reverter em grande parte.
Licenciado em Engenharia Electrotécnica, começou por trabalhar na área industrial, tendo ocupado cargos de gestão nos grupos CUF, Quimigal e Uralita. Após a sua saída do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Joaquim Esperancinha foi, até à altura do seu falecimento, presidente do conselho de administração da Galilei Saúde, um operador privado na área da prestação de serviços e cuidados de saúde.

Joaquim Esperancinha foi um homem empenhado e leal no exercício das suas funções

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques