uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Estudantes de Torres Novas assistiram ao “Príncipe Feliz” do Cegada
A peça faz parte dp plano nacional de leitura e não deixa os jovens indiferentes

Estudantes de Torres Novas assistiram ao “Príncipe Feliz” do Cegada

Quatro sessões em dois dias na Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes

Edição de 08.03.2018 | Economia

O Cegada - Companhia de Teatro de Alverca, concelho de Vila Franca de Xira, representou quatro vezes a peça “O príncipe Feliz” nos dias 27 e 28 de Fevereiro, no auditório da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes, em Torres Novas.
Assistiram às quatro representações 633 alunos, docentes e auxiliares dos Agrupamentos de Escolas Gil Paes e Artur Gonçalves, no âmbito do projecto SABE - Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares.
A peça é de Oscar Wilde - dramaturgo de reconhecimento mundial e faz parte integrante do Plano Nacional de Leitura do Ministério da Educação. Nela se abordam valores de solidariedade, partilha e tolerância através do ponto de vista da amizade entre uma jovem andorinha, no seu processo de migração para o “maravilhoso Egipto”, e um bondoso Príncipe (uma abastada estátua) que deseja repartir as suas riquezas pelos mais desfavorecidos da cidade.
Apesar das condições climatéricas adversas que se faziam sentir nos dias das representações, a articulação logística entre a Biblioteca Municipal e os docentes dos diversos Estabelecimentos de Ensino; o apoio financeiro da CIMT - Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e os transportes cedidos pelo Município de Torres Novas permitiram deslocar durante os dois dias, com toda a segurança e conforto, as cerca de 30 turmas dos primeiro e segundo anos do ensino básico de todo o concelho de Torres Novas.
A vereadora da cultura da Câmara de Torres Novas esteve presente no final, tendo elogiado a companhia de teatro, a biblioteca e as escolas. Rui Dionísio, director artístico da Companhia Cegada e encenador do trabalho apresentado, referiu-se ao acontecimento como um perfeito exemplo de serviço público de educação e cultura, que merece ser replicado.
“É desta forma que a articulação entre a cultura e a educação, tantas vezes abordada em diversas instâncias, se faz sentir no terreno, prestando um serviço a estes estudantes e docentes que agora continuarão a trabalhar sobre a obra em sala de aula”, refere.
A peça O Príncipe Feliz de Oscar Wilde foi estreada em 2014 e desde então foi representada para mais de dois milhares de espectadores em articulação com dezenas de estabelecimentos de ensino. Encontra-se disponível para circulação, mediante reserva prévia, junto da Companhia Cegada Grupo de Teatro.
Este colectivo artístico foi galardoado em 2017 com o prémio “Personalidade do Ano” na área da Cultura por
O MIRANTE.

Estudantes de Torres Novas assistiram ao “Príncipe Feliz” do Cegada

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido