uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Roques Vale do Tejo levou os melhores da Renault à cerimónia

Roques Vale do Tejo levou os melhores da Renault à cerimónia

O administrador Frederico Roque diz que a crise do sector foi ultrapassada. Roques Vale do Tejo é o concessionário Renault mais antigo da Península Ibérica. Empresa esteve presente, pelo segundo ano consecutivo, na cerimónia Personalidades do Ano de O MIRANTE com uma exposição de cinco dos modelos mais modernos da marca

Edição de 08.03.2018 | Especial Personalidades do Ano

A Roques Vale do Tejo marcou presença, pelo segundo ano consecutivo, na cerimónia de prémios Personalidade do Ano de O MIRANTE. Este ano, em Torres Novas, teve em exposição à entrada do Teatro Virgínia, cinco dos modelos mais modernos da Renault: Clio, Captur, Megane Break, Kadjar e Koleos.
A Roques Vale do Tejo, concessionário Renault no Ribatejo, teve um ano de 2017 muito positivo e continua a crescer. O administrador da empresa, Frederico Roque, diz que o crescimento tem obrigado à admissão de novos funcionários em todos os sectores da empresa. “Estamos confiantes no futuro. Estamos a fazer investimentos no nosso distrito e esperamos continuar a crescer. A Renault é líder de vendas em Portugal há duas décadas e actualmente tem três modelos no Top10 nacional de vendas: Clio, Captur e Megane”.
Frederico Roque considera que a crise no sector automóvel em Portugal está ultrapassada, embora as vendas estejam longe das conseguidas nos anos de ouro. “O mercado chegou a vender 400 mil carros novos por ano. Em 2017 venderam-se cerca de 270 mil carros, entre passageiros e comerciais. Houve uma subida nas vendas em relação a 2016 mas a grande evolução foi de 2014 para 2015 e de 2015 para 2016”, explica.
A Roques Vale do Tejo é a distribuidora mais antiga da marca Renault na Península Ibérica e tem instalações em Santarém (Estrada Municipal – Zona Industrial – Telefone 243 305 001 e Rua Duarte Pacheco Pereira nº 4 – Telefone 243 333 948); Vila Franca de Xira (Rua Real Fábrica de Atanados Lote 4, na Zona Industrial – Telefone 263 285 400); Rio Maior (Rua Professor Manuel José Ferreira 7/19 – Telefone 243 996 013) e Torres Novas (Rua da Várzea, nº 33 – Telefone 249 812 035).
A empresa tem ao dispor dos clientes um amplo leque de serviços, nomeadamente venda de viaturas novas e usadas: apoio no serviço de pós-venda (manutenção, reparação, colisão, Renault Minuto), serviço de peças e financiamentos mais atractivos. O concessionário vendeu, em 2017, 700 viaturas novas, enquanto a Renault Portugal vendeu, o ano passado, 37.785.
A Roques Vale do Tejo, que também possui a distribuição das marcas Dacia, Isuzu e Nissan, fechou o ano de 2010 com uma facturação de dezanove milhões de euros, “fazendo parte das maiores 40 empresas do distrito, sendo a primeira na distribuição automóvel”, segundo refere o site na internet da empresa, que é já gerida por um elemento da quarta geração da família Roque.

Eléctricos são o futuro mas são necessários mais postos de abastecimento

O Zoe, modelo eléctrico da Renault, já é líder de mercado em Portugal no seu segmento e só não tem mais compradores por causa da falta de locais para abastecimento. Apesar disso, o administrador da Roques Vale do Tejo, Frederico Roque, está optimista.
Para o empresário só não há mais eléctricos nas nossas estradas porque existem poucos postos de abastecimento para aquele tipo de veículo. Para atenuar essa lacuna a Renault oferece uma caixa eléctrica que os clientes utilizam em casa para carregarem o veículo.
“Todas as marcas estão a investir muitos nos veículos eléctricos e a Renault leva alguns anos de avanço face à concorrência. Nota-se que os clientes, particulares e empresas, procuram saber mais sobre os carros eléctricos e demonstram bastante interesse neste tipo de veículos mas o problema continua a ser a falta de investimentos em postos de abastecimento”, refere Frederico Roque.
O Zoe da Renault é uma viatura de classe média citadina tem autonomia para cerca de quatrocentos quilómetros. “O cliente faz cem quilómetros e gasta 1,6 euros de electricidade, o que sai muito mais barato que qualquer outro tipo de combustível”, sublinha.

Roques Vale do Tejo levou os melhores da Renault à cerimónia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido