uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Imagens de várias paróquias reunidas em exposição no Sardoal
João Soares e Miguel Borges inauguraram a mostra

Imagens de várias paróquias reunidas em exposição no Sardoal

“Piedade monstra te esse matrem” evoca a Virgem Maria com o corpo morto de Jesus nos braços, após a crucificação. Exposição pode ser vista no Centro Cultural Gil Vicente até final de Maio.

Edição de 21.03.2018 | Cultura e Lazer

“Piedade monstra te esse matrem” é o título em latim da exposição que foi inaugurada no dia 17 de Março, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. A exposição complementa o programa da Semana Santa e mostra imagens da Pietà, representando a Virgem Maria com o corpo morto de Jesus nos braços, após a crucificação.
Uma lenda conta que na Idade Média um homem rezando aos pés de uma imagem de Nossa Senhora, quando chegou às palavras “mostrai que Vós sois Mãe”, a imagem se animou e respondeu-lhe: “mostra que és filho!”.
“Piedade monstra te esse matrem” em latim significa “mostrai que Vós sois Mãe”. A mostra propõe dar a conhecer o imaginário da arte sacra portuguesa com peças que atravessam vários séculos, do XV ao XIX. Um conjunto de imagens que representam a piedade ou Pietà de Virgem Maria com Cristo morto nos braços, após a crucificação.
A exposição foi inaugurada pelo presidente da Câmara de Sardoal, Miguel Borges, e é composta por várias peças em madeira e pedra policromada, que pertencem à Paróquia de São Tiago e São Mateus, em Sardoal, à Paróquia de Cabeçudo, na Sertã, à Paróquia do Crato, Paróquia de Souto, Paróquia de Rossio ao Sul do Tejo e à Paróquia de Rio de Moinhos, em Abrantes. O autarca agradeceu a colaboração dessas paróquias e disse que esta exposição é “um trabalho regional” numa partilha “do melhor que tem a nossa região”, destacou.
“Gosto de ser surpreendido” com as peças que chegam ao Centro Cultural Gil Vicente, disse Miguel Borges, e revelou que se emociona ao ver as “belíssimas” imagens expostas “de várias épocas, de várias paróquias, imagens que estamos habituados a ver à distância de um altar e poder observá-las em pormenor, Imagens da mãe e do filho, de uma ligação forte, de ternura”.
A exposição é da responsabilidade do técnico de conservação e restauro do município, João Soares, que definiu as peças como sendo “de primeira água” no contexto da arte sacra nacional e considerou a imagem Pietà em pedra policromada do século XV, propriedade da Igreja Matriz do Crato, como a peça mais importante da exposição, que vai estar patente até 26 de Maio. A exposição pode ser vista de terça a sexta-feira, das 16h00 às 18h00 e aos sábados das 15h00 às 18h00. Encerra aos domingos e segunda-feiras.
Durante a Semana Santa pode ser visitada domingo, 25 de Março, das 15h00 às 19h00; Quinta-feira Santa, 29 de Março, das 15h00 às 21h30; Sexta-feira Santa, 30 de Março, das 15h00 às 20h00; sábado, 31 de Março, e Domingo de Páscoa, 1 de Abril, das 15h00 às 19h00.

Imagens de várias paróquias reunidas em exposição no Sardoal

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...