uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Imbróglio com sede de clube de Vialonga resolvido até final do ano

Sede do Sport Clube Recreativo do Cabo continua por legalizar. Um dos dirigentes da colectividade foi à última reunião do executivo pedir que a câmara resolva de vez um assunto que se arrasta há décadas.

Edição de 21.03.2018 | Sociedade

A Câmara de Vila Franca de Xira espera ter resolvido, até ao final deste ano, o imbróglio envolvendo a legalização do pavilhão do Sport Clube Recreativo do Cabo, em Vialonga, que há quase 40 anos foi construído em parte numa parcela de terreno de que não era proprietário.
Na última reunião pública de câmara um dos dirigentes da associação, Arménio Costa, usou da palavra para tentar saber quando é que o problema se resolve. O presidente do município, Alberto Mesquita (PS), explicou que o assunto é complexo e, portanto, demorado.
“O edifício foi construído em parte num território que não era do clube, foi um lapso da altura. Já resolvemos a questão do terreno cedido à câmara e à Casa do Povo [que tem uma creche ao lado do clube] e já temos uma declaração do dono do loteamento para avançar com uma alteração ao loteamento”, explicou o autarca.
Com a alteração ao loteamento, que terá de ser aprovada em reunião de câmara, será possível identificar espaços quer para a sede do clube quer para a creche da Casa do Povo. “Pensava que só com a declaração isso seria possível mas não. É preciso a alteração do loteamento e espero que isso fique pronto ainda este ano”, prometeu.
O Sport Clube Recreativo do Cabo nasceu nas traseiras de uma padaria a 22 de Janeiro de 1976, com a premissa de renovar o antigo Sporting Clube Caboense, que tivera as suas raízes na época de Marcelo Caetano. A actual sede do clube foi construída aos poucos, primeiro com equipamento de cafetaria, depois uma parte administrativa e, por último, um pavilhão gimnodesportivo, com capacidade para a prática de vários desportos.
O clube chegou a ser notícia noutros tempos por ter 140 atletas na sua secção de atletismo e alguns deles a disputar provas nacionais e internacionais. Entretanto, ao longo dos anos, o número de praticantes tinha vindo a descer. Os novos corpos sociais têm tentado dar uma nova dinâmica ao clube e fazê-lo crescer.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...