uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sardoal deve apostar forte no turismo religioso e de natureza
Miguel Borges, presidente da Câmara de Sardoal

Sardoal deve apostar forte no turismo religioso e de natureza

Pontos fortes e fracos do concelho identificados no Plano Estratégico de Desenvolvimento de Sardoal, documento que aponta caminhos para dinamizar e projectar esse território.

Edição de 29.03.2018 | Economia

O concelho de Sardoal tem pontos fortes como a sua localização junto à A23 e perto de Fátima, de Tomar e da barragem de Castelo de Bode. A história é apresentada como outro ponto forte, destacando-se o foral de 1531 e a carta da Rainha Santa Isabel em 1313. O património religioso, a cultura, a ligação a Gil Vicente e a agenda cultural regular são atractivos do concelho que podem e devem ser potenciados.
Essas conclusões constam do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Sardoal para o futuro, apresentado a 17 de Março no Centro Cultural Gil Vicente. Um documento que identifica também fragilidades do concelho como a escassez de alojamento (44 camas) e de outros agentes turísticos, património religioso degradado e de acesso condicionado, fraca sinalética de interesse turístico, inexistência de um museu ou centro interpretativo de relevo, pouco comércio e animação no centro histórico e baixa visibilidade da marca Sardoal. Um cenário que a Câmara de Sardoal quer contrariar.
A natureza cuidada e a diversidade paisagística, a juntar à rede de percursos pedestres também são pontos fortes do concelho, passando pela gastronomia e vinhos com referência para as marcas Quinta do Côro e Quinta do Vale do Armo. E ainda a divulgação turística através da aplicação móvel descubra Sardoal e do website turismo.cm-sardoal.pt.
O turismo religioso e patrimonial vai ter acompanhamento da candidatura da Semana Santa a Património Cultural Imaterial e vai avançar o apoio à recuperação do património religioso edificado e incentivo de núcleos museológicos nas aldeias. Vai também ser reforçada a aposta na valorização do turismo de natureza e das actividades associadas ao mundo rural e promoção do apoio à iniciativa privada que aposte no turismo e na oferta de alojamento.
Na apresentação do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Sardoal para o futuro, o presidente do município, Miguel Borges (PSD), adiantou que foi criado um conjunto de documentos que são estratégicos por possuírem a dupla função de “serem uma mais-valia para identificarem as fragilidades e fraquezas do concelho”.
Por outro lado, com a Operação de Reabilitação Urbana (ORU) a implementar, o município espera que haja um investimento na ordem dos oito milhões de euros nos próximos 15 anos, na Área de Reabilitação Urbana (ARU) delineada, entre intervenções públicas e privadas.

Sardoal deve apostar forte no turismo religioso e de natureza

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido