uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

É preciso acabar com os casos em que clientes são “castigados” por reclamarem

Edição de 29.03.2018 | O MIRANTE dos Leitores

Em minha casa, no Entroncamento, a empresa fornecedora do serviço de telecomunicações é a NOS. Aqui há dias tivemos um problema com a internet que foi resolvido mas só depois de insistência porque a primeira pessoa que atendeu o meu marido fez tudo para nos convencer que o problema não seria resolvido porque não era da responsabilidade da empresa.
O router estava avariado e não tínhamos possibilidade de ligar um simples smartphone via wireless a um metro do mesmo porque o sinal era fraquíssimo. A funcionária dizia que se a velocidade por cabo era a contratada não havia nada a fazer porque a NOS não garantia wireless.
A situação era absurda porque todos os clientes da NOS, numa situação idêntica, deixariam de ter wi-fi pois, mesmo que quisessem, não podiam usar um router próprio por não saberem configurá-lo com os parâmetros NOS. Além do mais a empresa anuncia que disponibiliza um serviço NOS Wifi Fon, utilizando os routers dos clientes como emissores de sinal. Depois de termos sido despachados sem o problema resolvido, contactamos amigos e familiares e descobrimos que em situações idênticas a empresa resolvera o problema. O meu marido voltou a telefonar para os serviços técnicos, falou com outra pessoa e o problema foi efectivamente solucionado no mesmo dia com a substituição do equipamento avariado.
Dias depois e após exposição feita à empresa a mesma pediu desculpa pelo sucedido e, à laia de compensação pelo mau atendimento, ofereceu-nos uma mensalidade mesmo sem nós solicitarmos qualquer coisa uma vez que apenas tínhamos denunciado um caso de mau atendimento.
Este meu e-mail tem apenas como objectivo alertar para o facto de os atendimentos telefónicos por vezes estarem a ser feitos por pessoas que em vez de ajudarem o cliente parece terem prazer em castigar os clientes.
Liliana

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido