uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
JAC de Alcanena comemora cinquenta anos com sangue novo na direcção
Vanessa Bernardo, Bruno Estêvão e André Anacleto

JAC de Alcanena comemora cinquenta anos com sangue novo na direcção

Clube que se tem destacado no andebol feminino quer dinamizar outras modalidades e actividades, nunca perdendo de vista a sustentabilidade financeira.

Edição de 05.04.2018 | Desporto

A Associação Juventude Amizade e Convívio de Alcanena (JAC) está a comemorar cinquenta anos sobre a sua fundação e tem nova direcção liderada por jovens. Bruno Estêvão, de 24 anos, trabalha na empresa de curtumes do pai, em Alcanena, é músico e assumiu em Março a presidência da direcção do clube. “Assumi este compromisso de liderar o JAC para que a modalidade mais importante do clube, o andebol feminino, possa continuar em força e as outras modalidades, a natação, o pool português e os torneios de sueca possam ganhar andamento com mais praticantes”, disse a O MIRANTE.
A nova direcção conta com Eduardo Carvalho como vice-presidente, responsável pela secção de andebol. Vanessa Bernardo e André Anacleto são outros jovens membros da nova direcção. “Esta nova direcção é o caminho que o JAC precisa para colocar a colectividade no lugar que merece. Fica muito bem entregue e este Verão já veremos resultados desta mudança”, sublinhou Emídio Rocha, 59 anos, que foi presidente do clube nos últimos três anos.
O JAC de Alcanena tem cerca de dois mil sócios, que pagam uma quota anual de 12 euros, mas a lista de associados está desactualizada. O novo presidente da direcção tem como objectivos cativar mais sócios para a colectividade, recuperar a realização de bailes tradicionais e outras actividades que caíram no esquecimento, como os torneios de sueca. Outra das grandes apostas é tornar o clube sustentável financeiramente pois a receita própria resulta sobretudo do funcionamento diário do bar da colectividade (entre as 20h00 e as 24h00, de semana, e aos fins-de-semana entre as 20h00 e as 4h00 da manhã), um serviço assegurado pelos membros da direcção.
O Festival do Caracol, que se realiza em Junho, a sardinhada em Julho, e o Torneio do Alviela vão continuar a fazer parte do calendário de actividades do clube, a que se juntarão outras apostas em planeamento.
O pool português (semelhante ao snooker) tem oito praticantes e em 2017 foram campeões distritais. Este ano estão em terceiro lugar, com os mesmos pontos dos segundos a nível distrital e estão na corrida pelo apuramento para a fase final do campeonato nacional da modalidade.
A criação do museu do JAC para acolher todos os troféus e fotos das várias modalidades do clube é outra das apostas da nova direcção cuja concretização passa pela requalificação de algumas salas da sede da colectividade, propriedade da Câmara de Alcanena, cedida ao clube por contrato de comodato.
Bruno Estêvão quer ainda proporcionar o estatuto de associação juvenil ao clube que lhe permita integrar a FAJUDIS e ter acesso a financiamento de actividades apoiadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude.

JAC de Alcanena comemora cinquenta anos com sangue novo na direcção

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...