uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Sónia Rodrigues

Sónia Rodrigues

Empresária e maquilhadora profissional, Proprietária do atelier Makeup’s Place, 38 anos, Santarém

Edição de 19.04.2018 | Agora Falo Eu

O que significa para si a expressão “gozar a vida”? Para mim gozar a vida é essencialmente fazer um pouco de tudo o que desejamos fazer, de forma equilibrada e saudável. Neste meu momento de vida posso afirmar de pulmão cheio que estou a atravessar essa fase. Resumo essa expressão ao estar com os amigos e a rir. Adoro rir.

Durante quanto tempo é capaz de guardar um segredo? Um segredo morre comigo. Se é segredo é para guardar uma vida toda. Sou uma pessoa fiel a mim e aos meus.

Tem alguma superstição? A única superstição que posso ter é gostar da Sexta-Feira 13. Além disso tenho um gato preto adorável.

Sabe algum refrão de uma cantiga do Quim Barreiros? Sei perfeitamente. Afinal, quem não sabe? “Quero cheirar o teu bacalhau”.

É adepta das Color Run? Sou adepta e praticante das corridas Color Run. Adoro esse tipo de eventos pelo convívio que oferecem e também pela magia e particularidade de serem lançadas cores para o ar. E gosto essencialmente pelos benefícios que elas oferecem para a saúde uma vez que estamos a realizar uma actividade desportiva.

É daquelas pessoas que gosta de estacionar o carro mesmo ao pé dos locais onde vai? Admito que sim. É um defeito que tenho mas geralmente nunca tenciono demorar mais de 5 minutos. Normalmente só faço isto para ir ao multibanco.

Costuma dar dinheiro a mendigos na rua? Tenho por hábito ajudar quem mais necessita mas o dinheiro não é tudo. Prefiro ir comprar o essencial para aquela pessoa, seja comida ou algum vestuário. Ajudar alguém vai muito mais além do que simplesmente dar dinheiro para a mão.

Se lhe saísse o Euromilhões qual era a primeira coisa que fazia? A primeira coisa que faria sem hesitar seria viajar até Bora Bora. Pelo sol, pelas praias, pelas pessoas. Adoraria praticar mergulho numa dessas praias paradisíacas. Sou uma pessoa que respira o Verão na sua plenitude.

Conseguia viver sem telemóvel? Não conseguiria viver sem o meu telemóvel. É o meu mundo. É uma ferramenta de trabalho. Utilizo-o para tudo. Na minha óptica, é uma chave para o mundo.

Costuma comprar um jornal pelo que vê na primeira página? Sim. Por norma tenho essa política para adquirir conteúdos informativos mas também gosto de ser uma cidadã bem informada e, por isso, procuro e faço a triagem da informação que desejo consumir.

A que petisco não resiste? Não resisto a mexilhão com um refogado de cebola e tomate. Para mim é uma das iguarias de Verão a que não consigo mesmo resistir. No entanto, perco-me também por outro tipo de petiscos que estejam ligados a essa altura do ano. Um Verão sem um apetitoso prato de caracóis e um refrescante panaché nem é Verão.

À mesa, branco ou tinto? Sou uma pessoa que aprecia preferencialmente um bom vinho tinto e faço a minha selecção de pratos com base neste gosto. No entanto, um bom vinho branco fica sempre bem a acompanhar um prato de peixe.

Era capaz de se tornar vegetariana? Não seria de todo capaz de fazer tal coisa. E por um motivo bem simples: o nosso Portugal é rico na sua variedade gastronómica com a qual me identifico bastante.

Custa-lhe levantar de manhã para trabalhar? Não me custa nada levantar para ir trabalhar porque estou a viver o meu sonho profissional e amo o que faço. Sinto brilho em todos os trabalhos que realizo e desde que iniciei o meu próprio projecto comecei a viver o sonho. Adoro o mundo da maquilhagem e cosmética.

A beleza é fundamental? A beleza é fundamental por diversas razões mas há que saber fazer a separação de ambas as belezas que nos incorporam o corpo e a alma. A beleza exterior é apenas o espelho que reflecte o nosso interior e é importante mimar o nosso eu, pois é o nosso refúgio e a origem de tudo o que fazemos.

Quantos verdadeiros amigos acha que tem? Consigo contar pelos dedos de uma mão os amigos que tenho. São poucos, mas bons. Mais que verdadeiros, são pessoas fiéis. Conscientes e bastante humanos. Nunca os trocaria por nenhuma riqueza deste mundo.

Alguma vez deu sangue? Sou dadora de sangue e de medula óssea há mais de 10 anos. Sinto-me uma pessoa feliz e realizada a ajudar os outros.

Qual foi a sua maior extravagância? A minha maior extravagância são os perfumes. Considero-me uma pessoa de cheiros. Adoro perfumes e delicio-me com as suas fragrâncias e aromas.

Sónia Rodrigues

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...