uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Condenado a 21 anos de prisão por matar traficante na Serra de Santo António

Edição de 19.04.2018 | Sociedade

O principal suspeito da morte a tiro de um traficante durante um negócio de droga na Serra de Santo António, Alcanena, em 2015, foi condenado pelo Tribunal de Santarém a 21 anos de prisão. Felisberto Gomes, actualmente com 29 anos, foi detido quase um ano depois do homicídio em França, para onde fugiu. Os outros dois comparsas, um que conduzia o carro em que fugiram e o outro que na altura dos disparos estava a ver a droga, foram absolvidos.
O tribunal deu como provado que Felisberto fez três disparos, dois dos quais atingiram mortalmente o vendedor de estupefacientes, Nelson Felicíssimo, e o terceiro atingiu o ombro do colega que o acompanhava na transação da droga. O arguido foi condenado a dezoito anos de prisão pelo crime de homicídio e a nove anos pelo crime de tentativa de homicídio.
O caso remonta a 16 de Novembro de 2015, quando Felisberto e mais dois colegas se deslocaram à Serra de Santo António, concelho de Alcanena, para comprarem canábis a Nelson. Quando o vendedor mostrava dois sacos com a droga, um dos comparsas do condenado agarrou nos sacos. Nelson ofereceu resistência agarrando e puxando os sacos e foi nessa altura que o principal arguido efectuou os disparos de pistola. Depois o comparsa e o autor dos disparos correram para o carro onde estava um terceiro elemento ao volante e fugiram.
Na altura em que o principal suspeito foi detido, a Polícia Judiciária explicou que “a vítima mortal sofreu lesões traumáticas em órgãos vitais na região torácico-abdominal”. Recorde-se que Felisberto foi detido a 22 de Julho de 2016, em Paris, numa operação desenvolvida em articulação com o Office Central de Lutte contre le Crime Organisé/Direction Centrale de la Police Judiciaire de França. O segundo suspeito, que na altura era estudante e actualmente tem 28 anos, foi detido três meses depois no Parque das Nações, em Lisboa, por inspectores do Departamento de Investigação Criminal de Leiria. O terceiro, com 31 anos de idade, já só foi detido, também em França, em Março do ano passado, no 5 de Março, no porto de Calais, “quando se preparava para viajar ilegalmente com destino ao Reino Unido”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...