uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Grupo Desportivo de Samora Correia lança petição para novos balneários
Campo da Murteira precisa de novos balneários

Grupo Desportivo de Samora Correia lança petição para novos balneários

Documento está a ser disponibilizado em vários pontos da freguesia. Clube fala em “promessa adiada” da Câmara de Benavente de construir novos balneários no Complexo Desportivo da Murteira.

Edição de 26.04.2018 | Sociedade

Os sócios do Grupo Desportivo de Samora Correia (GDSC) decidiram na última semana em assembleia geral lançar uma petição pública a exigir a construção de uma estrutura de apoio e balneários no Complexo Desportivo da Murteira, que terão sido prometidos pelo presidente da Câmara de Benavente, Carlos Coutinho (CDU).
Diz o clube que a promessa, com mais de 10 anos, “tem sido sucessivamente adiada”, prejudicando “seriamente” o clube e as duas centenas de jovens que ali praticam desporto. “A actual direcção, logo após tomar posse em Abril de 2017, teve a promessa [do presidente do município] de que a tão ambicionada obra estaria em fase de conclusão do projecto e que, após concurso público para a empreitada, seria possível o seu início no final de 2017. Passado este tempo o projecto continua em fase de conclusão e o município não apresenta motivos para tal ainda não estar concluído”, critica o clube.
Os dirigentes lamentam também que a câmara não tenha respondido a um pedido de reunião dos dirigentes do GDSC e avisa também que o problema da posse do terreno do complexo desportivo – propriedade da Companhia das Lezírias (CL) – continua por resolver “há mais de vinte anos”. A petição exige que a câmara preste “informações concretas” sobre a situação do projecto e que dê seguimento ao processo “o mais rapidamente possível”.

Câmara não quer alimentar polémicas
Na última reunião pública da Câmara de Benavente o assunto foi também levado à discussão pelos vereadores da oposição, Ricardo Oliveira (PSD) e Pedro Pereira (PS), que lamentaram a situação. Carlos Coutinho explica que não quer “alimentar polémicas” e justifica a demora no agendamento da reunião com a sobrecarga de eventos que acontecem em Abril no concelho.
“Teremos oportunidade de tratar todas as questões quando tivermos a reunião com o clube”, explicou. Coutinho notou que o GDSC tem sido “um dos clubes mais apoiados” financeiramente pela câmara, com investimentos de largas centenas de milhares de euros feitos nos últimos anos em várias obras e intervenções. Os encargos com a iluminação do complexo desportivo são também suportados pelo município.
O autarca explica que o projecto inicial apontava para uma obra a rondar os 600 mil euros, um valor demasiado alto para as contas da câmara. Por isso, o projecto tem sido adaptado para se aproximar do valor que a câmara quer e pode gastar no espaço, que ronda os 350 mil euros. “A nossa expectativa é que os balneários possam ficar concluídos rapidamente”, garante.

Grupo Desportivo de Samora Correia lança petição para novos balneários

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...