uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
João Barradas entre os valores em ascensão da música europeia
Foto DR - João Barradas tem feito carreira entre o jazz e a música de câmara

João Barradas entre os valores em ascensão da música europeia

Acordeonista do Porto Alto vai integrar programa Rising Stars que coloca em circulação jovens valores na temporada 2019-2020.

Edição de 03.05.2018 | Cultura e Lazer

O acordeonista de Porto Alto, concelho de Benavente, João Barradas, vai integrar, na temporada 2019-2020, o programa ECHO Rising Stars, que coloca em circulação jovens valores da música europeia, anunciou na semana passada o director artístico da Casa da Música, António Jorge Pacheco.
O director artístico da Casa da Música, membro da comissão executiva do European Concert Hall Organization (ECHO), explicou que a escolha de Barradas como um dos seis membros eleitos pelos 21 membros da organização aconteceu “há duas semanas, na reunião em Hamburgo”, na Alemanha.
O músico ribatejano foi escolhido, por nomeação da Casa da Música, da Fundação Calouste Gulbenkian e da Philharmonie Luxembourg, e torna-se o terceiro nome português seleccionado, depois do clarinetista Horácio Ferreira, em 2016/17, e do Quarteto de Cordas de Matosinhos, em 2014/15, referiu o director artístico. Segundo o director da Casa da Música, a nomeação é sempre “muito competitiva”, o que comprova a qualidade de João Barradas, que descreve como “um grande acordeonista”.
João Barradas, de 26 anos, tem feito carreira entre o jazz e a música de câmara, com destaque para vários projectos colectivos e colaborações, como Greg Osby, Gil Goldstein, Alexander Toth ou João Paulo Esteves da Silva, entre outros. Entre os prémios conquistados, destacam-se o Young Musician Award, em 2016, e as duas vitórias da competição Made in New York, em 2015, no geral e na categoria de solo instrumental.
Em 2002, venceu o concurso televisivo da SIC “Bravo Bravíssimo”, precedendo uma série de vitórias no Troféu Nacional de Acordeão, em várias categorias e faixas etárias, de 2005 a 2010, antes de conseguir, em 2010, o primeiro prémio do 60.º Troféu Mundial de Acordeão, na categoria “júnior clássico”.
Na discografia, apresenta várias colaborações e projectos, tendo gravado, em 2016, o disco “Directions”, pela editora norte-americana Inner Circle Music, o primeiro disco enquanto líder, antes de lançar, no ano seguinte, “An End as a New Beginning”, do grupo Home, que encabeça.

João Barradas entre os valores em ascensão da música europeia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...