uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Sanitários públicos em Minde fechados devido ao mau uso

Junta de freguesia critica a sujidade causada nas casas de banho por alguns utilizadores

Edição de 03.05.2018 | Sociedade

A Junta de Freguesia de Minde encerrou as casas de banho públicas nas traseiras do edifício da sede da autarquia, em Dezembro de 2017, por se encontrarem em constante estado de sujidade causada por alguns utilizadores. Uma situação que já motivou críticas de alguns cidadãos, que consideram estranho e facto do equipamento estar encerrado há tanto tempo.
O secretário da Junta de Freguesia de Minde, Alexandre Pires, disse a O MIRANTE
que “as casas de banho vão ser abertas quando a junta o entender e os fregueses mostrarem respeito pela coisa pública, que é de todos”.
A presidente da junta, Fátima Ramalho, adiantou que as casas de banho estarão abertas a partir do último fim-de-semana de Abril para apoio aos peregrinos que passam pela vila em elevado número rumo a Fátima. Mas afirma que vai voltar a fechá-las se perceberem que os utilizadores voltam a fazer mau uso desse equipamento público.
Depois de queixas de populares contra o estado de degradação e falta de limpeza das casas de banho, a junta liderada por Fátima Ramalho decidiu limpar e desinfectar os sanitários e manter a porta fechada para que não voltassem ao mesmo estado. “As casas de banho são antigas e precisam de ser requalificadas, quando for possível, mas se tudo estiver limpo não nos envergonha”, referiu Fátima Ramalho, adiantando que é importante as pessoas perceberem que a coisa pública tem de ser preservada como se fosse de cada um.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...