uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Benavente afirma-se como referência nacional do arroz carolino
Confraria do Arroz Carolino e da Gastronomia Ribatejana compareceram na apresentação do festival

Benavente afirma-se como referência nacional do arroz carolino

Segunda edição do Festival do Arroz Carolino decorre de 18 a 20 de Maio. Pedro Abrunhosa, Carolina Deslandes e Aurea são os cabeças de cartaz de um evento que coloca Benavente no mapa nacional dos festivais e que vai incluir também gastronomia, animação e artesanato.

Edição de 10.05.2018 | Economia

Consolidar a imagem de Benavente como referência nacional da produção de arroz carolino e afirmar a cultura das suas gentes a todos os visitantes são os grandes objectivos traçados para o segundo Festival do Arroz Carolino das Lezírias Ribatejanas, que se realiza em Benavente nos próximos dias 18, 19 e 20 de Maio.
Além da estrela principal do festival – o arroz carolino e as diferentes formas de o cozinhar e degustar – o festival promete também animação, showcooking, área infantil, artesanato e concertos com Pedro Abrunhosa (dia 18 às 23h00), Aurea (dia 19 às 22h30) e Carolina Deslandes (dia 20 às 18h30). Todos os dias do festival têm entrada livre. Por 2 euros os visitantes podem comprar um pequeno tacho que usarão para provar, na Praça do Arroz, situada no recinto do festival, os diferentes pratos à disposição.
Nesta segunda edição a câmara municipal, organizadora do evento, reforçou a área disponível para restaurantes para responder à procura. Também vão ser parceiros no festival vários restaurantes do concelho, que se comprometeram a ter nas suas ementas, durante a duração do festival, pelo menos um prato confeccionado à base de arroz carolino.
“O que procuramos é a valorização turística dos nossos territórios e as características especiais da nossa região. Queremos promover um produto nosso, em que acreditamos e onde temos um produtor [Orivárzea] que é líder nacional na produção de arroz, produzindo mais de 4500 hectares”, afirma Carlos Coutinho (CDU), presidente do município.
A apresentação à imprensa realizou-se na tarde de segunda-feira, 7 de Maio, nos paços do concelho. Este ano o festival terá lugar na zona ribeirinha de Benavente, situação que vai gerar alguns condicionamentos de trânsito na zona histórica da vila. “Vamos cortar o trânsito junto ao hotel e só poderão passar viaturas credenciadas ou moradores. Vamos também criar parques de estacionamento alternativo na periferia que terão autocarros a circular em permanência entre o recinto do festival e os parques de estacionamento”, explica Carlos Coutinho.
Na apresentação da segunda edição do festival o chef José Maria Lino confeccionou ao vivo um arroz de bacalhau com coentros. Na primeira edição do festival, realizado em Samora Correia, foram registados mais de 30 mil visitantes.

Festival é “aposta concreta” de Benavente

Ceia da Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, ressalvou a importância “diferenciadora” do festival promovido em Benavente, considerando-o uma “aposta concreta” que atrai pessoas e dinamiza o “produto endógeno” da região. “Um destino turístico demora 30 anos a consolidar-se e pode morrer em seis meses. É preciso muito investimento e temos conseguido ultrapassar os vários mitos que existiam sobre esta região. Começa a haver muitos investidores a querer criar aqui alojamento e estou certo que em breve teremos aqui mais projectos de qualidade”, vincou.
O responsável destacou o facto do hotel de Benavente ter sido o primeiro do mundo a ter a certificação Biosfera para o turismo, com selo da UNESCO, tendo reafirmado a ambição de ter pronta até final deste ano a carta gastronómica e a certificação dos restaurantes do arroz carolino.
A sessão contou também com a presença da confraria da gastronomia do Ribatejo e da confraria do arroz carolino das lezírias ribatejanas, criada em Janeiro último e que apresentou o seu traje pela primeira vez. O festival vai também permitir angariar novos confrades.

Benavente afirma-se como referência nacional do arroz carolino

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...