uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
NERSANT e Agrocluster sensibilizam empresas com workshop de bioeconomia
Sensibilidade para a bioeconomia é a divisa do programa - foto NERSANT

NERSANT e Agrocluster sensibilizam empresas com workshop de bioeconomia

Bio-Ware leva potencialidade do valor acrescentado dos resíduos à segunda mesa redonda sobre a temática

Edição de 10.05.2018 | Economia

A NERSANT - Associação Empresarial de Santarém e o Agrocluster Ribatejo promoveram um workshop do projecto Bio-Ware, dentro da atmosfera da circularidade, bioeconomia e sustentabilidade que o caracteriza. Desta feita, a mesa redonda abordou o tema do valor acrescentado dos produtos que derivam de resíduos numa perspectiva de renovação, inovação e crescimento económico.
A Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) foi palco, no dia 19 de Abril, da sessão que contou com a presença do presidente do Núcleo NERSANT de Santarém, Luís Filipe Borgas, e Paula Ruivo, da ESAS, que acolheram os participantes na sessão seguindo-se a apresentação do projecto. Sensibilizar para a bioeconomia é a divisa do programa Bio-Ware, que pretende alertar, mostrar, exemplificar e levar a pensar nos resíduos como potenciais geradores de receita.
Carlos Lopes de Sousa, presidente do Agrocluster Ribatejo, apresentou a dinâmica da organização enfatizando os 126 associados bem como os pilares estratégicos, interação, internacionalização, diferenciação e R&I que se reflectem em competitividade, cooperação e negócios permitindo, com esta fórmula, culminar em valor acrescentado para todos os parceiros.
Da parte da SPI - Sociedade Portuguesa de Inovação, Luís Girão trouxe o tema “Tendências e caminhos estratégicos para as empresas” tocando em pontos como os indicadores e bioeconomia da região de Santarém, tendências tecnológicas, cadeia de valor ideal da bioeconomia agroindustrial, oportunidades e possíveis caminhos estratégicos.
Lígia Rodrigues, do Centro de Engenharia Biológica da Universidade do Minho, explanou a temática sobre “produtos de valor acrescentado a partir de resíduos dos sectores Agro-Alimentar-Florestal” onde foi possível perceber melhor as cadeias de valor de indústrias de base biológica, a importância e benefícios das biorrefinarias e o funcionamento da biotecnologia industrial. Apresentou ainda produtos com potencial para a síntese pré-biótica e o potencial da produção sustentável de biossurfactantes.
Como caso de estudo nacional, esteve presente a Sofalca - Sociedade Central de Produtos de Cortiça, Lda., com sede no concelho de Abrantes, representada por Paulo Estrada. O empresário apresentou a empresa como caso de sucesso ao nível da bioeconomia, referindo os vários produtos e parcerias que têm sido desenvolvidas ao longo da atividade da empresa.
A SPI teve a seu cargo o espaço de debate, partilha de conhecimentos e criação de rede de contactos onde os participantes puderam questionar, cimentar e melhor assimilar toda a informação desta segunda de quatro mesas redondas dinamizadas pela NERSANT e Agrocluster Ribatejo.

O que é o Bio-Ware

O projecto Bio-Ware visa a promoção da inovação e do empreendedorismo de forma a melhorar a comercialização dos resultados científicos associados à Bioeconomia “Verde” (Agroflorestal) e à Bioeconomia “Branca” (aplicações industriais e ambientais). O projecto centra-se no estudo e disseminação de informação sobre a bioeconomia, compreende acções de sensibilização e informação que contribuam para a concretização de projectos inovadores de Bioeconomia que possam ser desenvolvidos no seio das fileiras estratégicas da região. Muito embora o projecto se concentre na região de Santarém, por vocação das entidades copromotoras, não se pretende limitar o seu âmbito de influência.

NERSANT e Agrocluster sensibilizam empresas com workshop de bioeconomia

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...