uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Eticamente irrepreensível Manuel Serra d’Aire

Edição de 10.05.2018 | Emails do Outro Mundo

A Chamusca ganhou uma nova dimensão e notoriedade desde que ali foi encontrado o material de guerra que se evaporou dos paióis de Tancos e mais alguns artigos que não estavam na lista; e também porque é o único município do país e quiçá do mundo que tem um presidente e uma vice-presidente da câmara que parecem irmãos siameses, pois onde está um está quase sempre a outra, não se fosse dar o caso de a autarquia ficar mal representada apenas com meia dose da dupla. Faz-me lembrar as antigas patrulhas da GNR, sempre aos pares, porque agora já não há patrulhas apeadas ou se há andam bem camufladas pois ninguém as vê.
Mas voltando atrás, a Chamusca voltou às bocas do mundo em vésperas da Semana da Ascensão porque apareceu na lista das 15 localidades do país com pior qualidade do ar. Um tipo lê isto e pasma! Será efeito colateral do misterioso cheiro a ovos podres que obrigou ao encerramento do centro escolar de Santa Margarida, no vizinho concelho de Constância? Será que os chamusquenses andam a abusar do feijão e do grão? Terá a ver com os gases libertados pela bosta cavalar e vacum? Alguém entendido nessa matéria que esclareça, por favor. Podes ser mesmo tu, Manel, pois és uma sumidade no que a assuntos estrambólicos toca.
Li a notícia de um debate sobre prostituição que se realizou em Santarém e fiquei perplexo por constatar que os dois oradores citados do sexo masculino nunca entraram numa casa de alterne. Ora bem, falar de prostituição sublinhando que nunca se entrou numa casa de alterne (faltou esclarecer se já entraram nalgum lupanar, bordel ou pensão manhosa, mas adiante!) é como ver um analfabeto dissertar sobre a obra completa de Shakespeare ou o Papa Francisco a dissecar a obra cinematográfica da Cicciolina.
No entanto, apesar de nunca ter entrado numa casa de alterne, um dos oradores não deixou de referir as taras e manias que se vão sucedendo no que toca à procura de sexo diferenciado. Tempos houve em que as mulheres de Leste estavam na berra, depois foi o “bumbum” das brasileiras que começou a fazer furor e agora são mais as asiáticas, as negras, as grávidas e as lactantes. Ou seja, para quem não é frequentador do meio nem percebe nada do negócio e abomina os anúncios de sexo nos jornais, não está nada mal não senhor!
Eu que leio jornais (até a parte dos classificados) e já entrei em bares de alterne, não sabia da missa a metade. Então essa das grávidas e das lactantes deixou-me estarrecido... Quase tão estarrecido como quando li que os pais hoje só consomem filmes pornográficos e com isso dão maus exemplos aos filhos. E eu a pensar que a malta se entretinha à noite a ver a novela e os debates sobre bola na TV... Cambada de tarados!!!
Para terminar, deixo aqui o meu protesto pela proibição da pesca à sardinha até 20 de Maio. Mas que treta vem a ser esta? Estamos quase nos santos populares, anda meio mundo preocupado com os incêndios, com o Sócrates e o Pinho e um assunto de vital importância passa ao lado da agenda. Estamos entregues à bicharada! Ou melhor ao lóbi vegan e afins. Não tarda muito e estamos transformados em ruminantes e ainda por cima castrados.
Uma despedida à francesa do
Serafim das Neves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...