uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Câmara pondera expropriar terreno do castro de Vila Nova de S. Pedro
Espaço comprova a existência de um povoado fortificado na zona há três mil anos antes de cristo

Câmara pondera expropriar terreno do castro de Vila Nova de S. Pedro

Presidente do município de Azambuja diz que essa é uma hipótese caso não consiga chegar a acordo com a proprietária dessa área com elevado interesse arqueológico.

Edição de 10.05.2018 | Sociedade

A Câmara Municipal de Azambuja já tentou, por diversas vezes, avançar com um projecto para a aquisição e conservação do terreno onde se situa o castro de Vila Nova de São Pedro, na União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de São Pedro e Maçussa, mas até à data não conseguiu chegar a acordo com a proprietária. Situação que leva o presidente da câmara, Luís de Sousa (PS), a equacionar a expropriação do terreno, usando a figura da declaração de utilidade pública, caso a proprietária mantenha a sua posição. O autarca falou nessa possibilidade durante a última sessão da Assembleia Municipal de Azambuja.
Todos os outros proprietários de terrenos próximos ao castro estão dispostos a chegar a acordo com o município para a venda dos mesmos, com a excepção da proprietária que detém a área onde estão localizadas as ruínas que comprovam a existência de um povoado fortificado da Idade do Cobre (3300 mil anos a 1200 anos a.C.). “Depois de lá ter estado a Associação dos Arqueólogos Portugueses a proprietária passou a exigir mais dinheiro pelo terreno”, referiu Luís de Sousa.
O castro de Vila Nova de São Pedro é actualmente um conjunto de ruínas deixadas ao abandono durante séculos. O que consta até à data é que aquele local foi habitado desde três mil anos antes de Cristo, tendo sido abandonado sem que se saiba porquê.
Até ao fecho desta edição, O MIRANTE não conseguiu chegar à fala com a proprietária do terreno, para saber qual a sua posição sobre o assunto.

Câmara pondera expropriar terreno do castro de Vila Nova de S. Pedro

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...