uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Mais árvores abatidas no passeio ribeirinho de Vila Franca de Xira
Árvore de grande porte caiu quando várias pessoas usavam o caminho ribeirinho - foto DR

Mais árvores abatidas no passeio ribeirinho de Vila Franca de Xira

Queda de eucalipto na última semana obrigou câmara a intervir. Foi por pouco que a árvore não atingiu quem praticava desporto na zona ribeirinha da cidade. Análise revelou outras duas árvores que se encontravam em risco de cair no local.

Edição de 10.05.2018 | Sociedade

O eucalipto que caiu no passeio pedonal ribeirinho em Vila Franca de Xira na última semana estava aparentemente de boa saúde e sem indícios técnicos que revelassem que poderia cair a qualquer momento. A informação foi avançada na última reunião pública de câmara pelo presidente do município, Alberto Mesquita (PS).
A queda da árvore de grande porte por pouco não atingiu pessoas que circulavam no caminho pedonal e a situação gerou apreensão, já que o local é, na zona da antiga Escola da Armada, em parte ladeado de árvores. O município explica que na sequência do incidente foram analisadas em maior detalhe as restantes árvores ali existentes e duas apresentaram riscos significativos de queda, pelo que também foram abatidas.
“Na dúvida devemos abater. Ninguém pensava que aquele eucalipto fosse cair porque não havia indícios nenhuns que assim fosse, mas aconteceu. E entretanto abatemos mais dois que ali poderiam cair”, revelou o autarca. As podas são também uma preocupação, já que se não forem bem feitas “os ramos secam e podem cair” sobre pessoas e bens.
A preocupação surgiu depois do alerta de um morador do Sobralinho, João Vinagre, que pediu em reunião de câmara maior cuidado na limpeza e poda dos eucaliptos, em especial três que se encontram na Quinta da Graciosa e cujos ramos podem cair em cima das habitações ou das pessoas. Alberto Mesquita admite que é preciso acabar com o “jogo do empurra” entre as juntas de freguesia e a câmara no que diz respeito às podas e admite vir a criar nova regulamentação para clarificar a matéria, concordando que é preciso “resolver o problema dos eucaliptos”.
Nas últimas semanas têm sido abatidas várias árvores no espaço público do concelho. Algumas faziam parte de um conjunto de 107 árvores que precisam de monitorização urgente no concelho para evitar que possam cair e causar danos, como o que aconteceu no largo da câmara em que uma moradora ficou ferida embora sem gravidade. As árvores que não possam ser preservadas ou coloquem em risco bens e pessoas serão abatidas.
Entre as árvores a causar apreensão estão algumas dentro do Palácio do Sobralinho, junto à estrada, bem como ao longo da Linha do Norte, em Alhandra, que estão a deformar os muros existentes e ameaçam a integridade estrutural dos carris.

Mais árvores abatidas no passeio ribeirinho de Vila Franca de Xira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...