uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Escola Profissional do Vale do Tejo alarga rede de formação de adultos
Protocolos de cooperação foi assinadas na Escola Profissional do Vale do Tejo

Escola Profissional do Vale do Tejo alarga rede de formação de adultos

Assinatura de protocolos decorreu na segunda-feira, 14 de Maio, nas instalações da EPVT em Santarém.

Edição de 17.05.2018 | Economia

O Centro Qualifica da Escola Profissional do Vale do Tejo (EPVT) assinou na segunda-feira, 14 de Maio, os protocolos de cooperação institucional com várias instituições do distrito de Santarém. O objectivo é alargar a Rede Regional de Itinerância permitindo a adultos terminarem o ensino básico e secundário.
No âmbito da Educação e Formação de Adultos foram assinadas parcerias com a Câmara de Almeirim, União de Freguesias de Santarém, Águas de Santarém, Junta de Freguesia de Pernes, Junta de Freguesia de Alpiarça, Associação para o Desenvolvimento de Alpiarça, Junta de Freguesia de Pernes, Santa Casa da Misericórdia de Santarém, Universidade da Terceira Idade de Santarém e Universidade Aberta, esta última através do Centro Local de Aprendizagem de Coruche.
A cerimónia de assinatura de protocolos foi presidida por Salomé Rafael, presidente do conselho de administração da EPVT, entidade promotora do Centro Qualifica. A iniciativa começou com um minuto de silêncio em homenagem pelo falecimento do bombeiro Carlos Gonçalves, elemento dos Voluntários de Pernes, local onde o Centro Qualifica já funciona em regime de itinerância.
O coordenador do Centro Qualifica, Mário Gonçalves, referiu que desde o início do projecto, em Setembro do ano passado, já se inscreveram quase 250 adultos. “Além do reconhecimento, validação e certificação de competência, o Centro Qualifica encaminha adultos para outras modalidades de formação. O Centro tem uma oferta que vai desde a alfabetização (competências básicas) ao pós-doutoramento, passando pelo nível básico, nível secundário, RVCC profissional, formações modulares certificadas e português para falantes de outras línguas”, disse.
Mário Gonçalves informou que em breve vão ser assinados protocolos com o Grupo Jerónimo Martins, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Pública de Santarém.
A presidente do conselho de administração da EPVT afirmou que a qualificação é muito importante uma vez que alicerça as empresas e a economia do país. Salomé Rafael disse que esta é uma aposta que considera ser válida para Santarém e concelhos limítrofes. “As itinerâncias feitas pelo Centro Qualifica da EPVT nas empresas, associações e autarquias locais permitem aos adultos a conclusão do ensino básico e secundário”, sublinhou.
Esta ideia foi reforçada pelo vice-reitor da Universidade Aberta, Domingos Caeiro, que disse ter conhecimento que centenas de alunos da sua universidade que terminaram as suas licenciaturas, mestrados e doutoramentos, muitos deles vindos encaminhados pelos Centros Novas Oportunidades, os precursores dos actuais Centro Qualifica.
O director-geral da Escola Profissional de Salvaterra de Magos (EPSM), Duarte Bernardo, também marcou presença na cerimónia onde assinou um protocolo entre o Centro Qualifica da EPSM e a Universidade Aberta.

Escola Profissional do Vale do Tejo alarga rede de formação de adultos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido