uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
“Vivo o vegetarianismo todos os minutos do meu dia”
Ana Castro criou uma empresa de consultoria alimentar vegan no Entroncamento

“Vivo o vegetarianismo todos os minutos do meu dia”

Ana Castro formou-se em Direito mas há alguns anos dedicou-se ao vegetarianismo de corpo e alma, ao ponto de criar uma empresa de consultoria alimentar vegan no Entroncamento. Feliz com a sua opção, defende um mundo mais harmonioso para todos os seres que habitam o planeta.

Edição de 17.05.2018 | Identidade Profissional

Ana Castro tem 39 anos, é casada e mãe de quatro filhos. Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra e trabalhou em Madrid e Lisboa, mas optou por fixar residência no Entroncamento, para dar aos filhos melhor qualidade de vida.
Escolheu ser vegetariana porque a compaixão pelos animais e a preocupação com a saúde nortearam a sua vida desde criança. “Nasci em Paris e vivi lá até aos dez anos, mas andava sempre doente, quando vinha de férias a Portugal ficava boa”. Hoje é proprietária de uma empresa de consultoria alimentar vegan - Sabor Fazer -, no Entroncamento e garante que esta opção inovadora na região é a concretização de um objectivo de contribuir para tornar o mundo mais justo para todos. “A população do Entroncamento acolheu muito bem este conceito de alimentos vegetarianos”, sublinha Ana.
O sonho de ser dentista quando era criança evoluiu para a concretização do sonho de lutar por justiça e deixar uma marca de paz para todos os seres que habitam o planeta. Escolher ser vegetariano é uma opção alimentar, mas ser vegan é um conceito mais abrangente, que passa por respeitar todos os animais e não pactuar com quaisquer formas de abuso ou aproveitamento dos mesmos. Ana Castro defende estes princípios vegan desde os 30 anos quando começou a ler, pesquisar e assumiu um estilo de vida mais harmonioso com a natureza.
Há várias empresas que contratam os serviços de Ana quando querem implementar opções vegetarianas nos seus refeitórios. Ana fala sobre os alimentos alternativos à carne, ao peixe e aos lacticínios e ensina a confeccionar pratos vegetarianos.
Quando abriu a “Sabor Fazer”, durante um ano, confeccionou marmitas vegetarianas às quais as pessoas aderiram tão bem que Ana teve de parar por já não ter espaço suficiente e não ter tempo para atender a todas as solicitações.

De França Para Vale de Cavalos
Ana Castro recorda a infância em França com nostalgia apesar dos constrangimentos de saúde: “Tínhamos uma casa com um jardim enorme, uma piscina, muitas árvores e cães. Era muito bom e a primeira experiência escolar foi gratificante”.
Os pais de Ana regressaram a Portugal quando ela tinha 12 anos, para se dedicarem à agricultura em Vale de Cavalos, Chamusca. “Foi uma mudança radical, para mim e para o meu irmão, que é mais velho, mas agradou-nos muito a calma de uma localidade pequena”, recorda.
Ana Castro faz parte da “Aliança Animal”, uma organização do Porto que defende os direitos dos animais. Acredita que o futuro vai ser mais equilibrado e justo para todos, com a mudança de mentalidades, onde a ética seja palavra de ordem.
Quando estava grávida do terceiro filho, Ana e o marido decidiram sair de Lisboa e vir morar para o Entroncamento, para uma casa dos avós do marido. “Temos muito espaço, muitas árvores, cães e ar mais puro para respirar. É a melhor opção para os meus filhos”, explica Ana, convicta de que o futuro do país e da região estão no bom caminho.
A autenticidade, a empatia e a capacidade de amar são qualidades que Ana procura nos outros e não consegue conviver com pessoas negativas e hipócritas. “A minha busca pela justiça é constante e nas conferências e seminários em que participo, procuro transmitir o princípio da igualdade entre todos os seres, para promover a paz e a tolerância”, explica Ana.
“O caminho faz-se serenamente, com convicção num futuro mais justo para os meus filhos, todas as crianças e seres com sensibilidade”, refere Ana, que espera contribuir para deixar um mundo melhor, testemunhando a sua experiência vegan. “A educação dos meus filhos é no sentido de respeitarem todos os seres vivos e a natureza para podermos ser felizes”, conclui.

“Vivo o vegetarianismo todos os minutos do meu dia”

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido