uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
O futuro de Torres Novas é risonho
Foto DR - Lia Fernandes Recipe-tester, hands-on designer, Trinca

O futuro de Torres Novas é risonho

Diz que não vai à Feira Medieval de Torres Novas porque é extremamente difícil encontrar estacionamento e a paciência não é uma das suas virtudes. Apesar disso reconhece que o evento atrai imensa gente e que é um dos poucos eventos em Torres Novas que gera alguma movimentação turística.
Confessa que tenta não se preocupar demasiado com a política e que acaba por contribuir para a mudança através da interacção com os clientes e da promoção de acções para uma maior consciência local. “Acredito que o povo vale e pode mais que os seus líderes”, sublinha.
Vê o futuro do concelho “risonho” e explica porquê. “Principalmente pela mudança de atitudes. Existe um interesse crescente em ser melhor e isso é (felizmente) contagioso”. Sobre o futuro da Trinca o tom é idêntico. “Igualmente feliz”.
Lia Fernandes, reside em Torres Novas e revela que as suas principais actividades são desenvolver receitas e estudar alimentação. Já esteve acima do Círculo Polar Ártico e tem planeadas muitas viagens de sonho, nomeadamente à Islândia e a Tailândia.
No final diz que gostaria que lhe tivéssemos perguntado porque é que a Trinca é no Botequim e não em Torres Novas. E dá a resposta.
“Porque seria muito difícil encontrar um local tão polivalente dentro da cidade, que nos permitisse ter a escola de cozinha saudável, a loja, a produção, um alpendre que convida a ficar e a nossa adorada sala Hygge, tudo no mesmo espaço.”

O futuro de Torres Novas é risonho

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...