uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Benavente é lugar especial para crescer e trabalhar
Carolina Palha Ruivo confessa-se uma apaixonada pelo mundo jurídico

Benavente é lugar especial para crescer e trabalhar

Carolina Palha Ruivo, 25 anos, é advogada estagiária. Carolina é um dos jovens rostos que estão a voltar a Benavente para trabalhar e viver, uma terra que considera especial e onde o ambiente é familiar. Apaixonada pelo Direito desde pequena diz que as diferentes experiências profissionais ajudam a pessoa a crescer.

Edição de 24.05.2018 | Identidade Profissional

A vila de Benavente é um “excelente local” para se crescer, viver e trabalhar. Uma terra onde toda a gente se conhece e onde há uma proximidade especial entre todas as pessoas. Foi isso que levou Carolina Palha Ruivo, 25 anos, a regressar à terra onde nasceu e onde passou a sua infância. É advogada estagiária naquela vila e está a seguir o sonho de ter uma profissão ligada ao ramo jurídico.
“É aqui que tenho a família e os amigos e é sempre bom encontrá-los. Benavente é para mim um sítio especial, calmo e onde gosto de viver”, conta. Carolina aceitou o desafio de O MIRANTE de falar um pouco sobre a sua vida profissional e as suas aspirações para o futuro, num mundo onde a falta de emprego para os jovens ainda é, muitas vezes, um problema.
“Voltar a Benavente foi uma escolha natural. Quis regressar à terra que melhor conheço e acredito que posso ajudar a fazer a diferença e dar continuidade ao trabalho que foi sendo desenvolvido ao longo dos anos pelo meu pai”, refere.
Carolina viveu desde pequena sob influência do trabalho do pai e quando chegou a hora de escolher uma profissão acabou por não hesitar. “Sempre cresci rodeada deste mundo jurídico. Quando era pequena toda a gente me perguntava o que queria ser quando fosse grande e eu sempre dizia que não queria ser advogada como o meu pai. Mas acho que isso era a rebeldia da infância, queria ser diferente. Mas era mesmo isto que queria fazer”, partilha.
Carolina explica que a profissão de advogado é difícil e requer uma aprendizagem constante. Mas que tem “um encanto especial” como poucas outras profissões. Algo que não se explica, sente-se. Formou-se na Faculdade de Direito de Lisboa com uma pós-graduação em Direito Fiscal e viveu em Lisboa durante os anos em que esteve a frequentar o curso. Um dos seus primeiros empregos foi num call center.
“Enquanto estava a estudar tive uma experiência profissional num call center mas tive de deixar porque era incompatível com os estudos. Trabalhava até tarde e entrava cedo na faculdade. Estava numa fase de avaliação complicada e não foi fácil conciliar as duas coisas. Foi um trabalho exigente mas é sempre importante passarmos por este tipo de experiências porque nos ajuda a crescer, tanto pessoal como profissionalmente”, conta.
Mais tarde ainda passou por um cartório notarial para conseguir aprender mais um pouco e conhecer uma outra vertente do mundo jurídico. Carolina confessa ser uma pessoa que gosta de estar em constante aprendizagem. “O encanto do Direito é que ele está em tudo o que fazemos. Tudo faz parte do mundo jurídico”, refere.

Benavente é lugar especial para crescer e trabalhar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...