uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Árvore abatida por dar pinhas gigantes
Pinhas dessa árvore chegam a pesar dez quilos

Árvore abatida por dar pinhas gigantes

Pinheiro da espécie araucaria bidwillii estava há muitos anos no jardim do edifício onde funciona a Unidade de Saúde Familiar do Planalto, em Santarém.

Edição de 24.05.2018 | Sociedade

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Lezíria mandou abater uma árvore que se encontrava no espaço exterior envolvente ao edifício da Unidade de Saúde Familiar (USF) do Planalto, em Santarém. Em causa está o tamanho gigante das pinhas geradas pela árvore. Um perigo iminente quer para os profissionais de saúde e utentes que frequentam o espaço, quer para as viaturas que circulam na Rua António Bastos, junto a essas instalações de saúde.
O ACES Lezíria explica que a árvore, um pinheiro da espécie ‘araucaria bidwillii’, possuía cerca de 15 metros de altura, fazendo com que desse pinhas que chegavam a atingir os cinco quilos. Foi por esse motivo que o ACES Lezíria solicitou autorização ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) para abater a árvore.
Entretanto, o Departamento de Conservação da Natureza e das Florestas de Lisboa e Vale do Tejo do ICNF fez uma visita técnica ao local e garantiu que não havia nenhum condicionante florestal que impedisse o abate. Foi a partir daí que o ACES Lezíria tomou algumas medidas preventivas, verificando constantemente a existência de pinhas e removendo-as de imediato caso as encontrasse. Uma solução que dizem nem sempre ser possível pôr em prática já que a árvore era muito alta e as suas ramagens não permitiam uma boa visibilidade. A autorização chegou ao ACES Lezíria e, após as diligências junto da Câmara de Santarém e da PSP, procedeu-se no dia 8 de Maio ao abate da árvore.
Originária de Queensland, Austrália, a ‘araucaria bidwillii’ é uma espécie de árvore de grande porte que pode ser encontrada em diversas regiões do mundo. A árvore pode atingir os 50 metros de altura e é uma planta conífera, o que significa que gera pinhas. No Outono, dá pinhas “macho”, pequenas e pontiagudas, e no Verão dá pinhas “fêmea”, grandes e arredondadas. Tão grandes que se assemelham a bolas de futebol e podem chegar a pesar até dez quilos. Cada pinha leva um ano e meio a formar-se e chega a ter 150 sementes comestíveis com mais de 4 centímetros de comprimento. Foram um alimento muito importante para as tribos aborígenes na Austrália que as comiam cruas ou moídas e assadas numa espécie de pão.

Árvore abatida por dar pinhas gigantes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...