uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Fadista António Pelarigo homenageado em Lisboa
Foto DR Fadista António Pelarigo homenageado em Lisboa

Fadista António Pelarigo homenageado em Lisboa

Apresentação do CD/DVD “António Pelarigo ao vivo no Convento de S. Francisco” em Lisboa no Museu do Fado. Cantor de Santarém morreu em Janeiro último.

Edição de 07.06.2018 | Sociedade

O fadista António Pelarigo, falecido em Janeiro passado, aos 64 anos, foi homenageado esta quarta-feira, 6 de Junho, no Museu do Fado, em Lisboa, com a apresentação do CD/DVD “António Pelarigo ao vivo no Convento de S. Francisco”.
O CD/DVD regista o primeiro espectáculo em nome próprio do fadista, em 40 anos de carreira, que se realizou no dia 23 de Outubro de 2014, no Convento de S. Francisco, em Santarém, no qual participaram José Cid e João Ferreira-Rosa. Acompanharam os fadistas os músicos Bruno Mira e José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Alexandre Silva, na viola de fado, Fernando Nani, baixo acústico, João Madeira, nas teclas, e João Batista, na bateria.
Ao longo da carreira, Pelarigo, natural das Caneiras, aldeia avieira junto a Santarém, privou com variados nomes do fado como Amália Rodrigues, a sua irmã Celeste Rodrigues ou João Braga, entre outros, e recebeu convites para cantar em casas de fado, tanto em Lisboa, como no Porto, como artista residente, “mas, ora por isto, ora por aquilo, não aconteceu”, afirmou em Outubro de 2014, à Lusa.
A discografia de Pelarigo é diminuta, apesar de se ter estreado como fadista aos 20 anos, no Ribatejo: conta uma participação na antologia “O mais triste fado”, ao lado de nomes como Fernanda Maria, Fernando Maurício e António Mourão, um único álbum, “Negro Xaile”, editado em 1995, e a participação numa outra antologia fadista. O intérprete de “Fado Balada” morreu no passado dia 16 de Janeiro, em Santarém.
O CD/DVD, que é apresentado no Museu do Fado, inclui temas como “É no Silêncio das Coisas”, “Zézito dos Jornais”, “Senhora do Abandono”, “Tem Fé em Nossa Senhora”, em dueto com José Cid, “Marcha dos Desprotegidos da Noite”, entre outros.

Fadista António Pelarigo homenageado em Lisboa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...