uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Fecho de balcão da Caixa “prejudica severamente” população de Alhandra
População protestou na última semana à porta do banco de Alhandra

Fecho de balcão da Caixa “prejudica severamente” população de Alhandra

Câmara de Vila Franca de Xira está indignada e discorda da decisão de encerramento, ainda não confirmada oficialmente pelo banco.

Edição de 14.06.2018 | Sociedade

O presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), está indignado com a possibilidade do balcão de Alhandra da Caixa Geral de Depósitos (CGD) vir a encerrar no final deste mês e diz que se trata de uma medida “socialmente inadequada” e que prejudica “severamente” a população.
O autarca já manifestou junto da Comissão Executiva da CGD, em ofício enviado a 5 de Junho, a sua discordância “perante a informação que veio a público relativamente ao encerramento do balcão de Alhandra” e considera que, a acontecer, será uma decisão “socialmente inadequada”, tal como já havia sido o encerramento do balcão do mesmo banco que existia no Forte da Casa, há três anos. Encerramento que, considera a câmara, teve “manifestas consequências negativas” para a população.
“Por se tratar de um banco público cujo único accionista é o Estado, este tipo de decisões relativas à abertura e ao encerramento de balcões nas localidades não pode ser norteado por critérios meramente economicistas, devendo ter em conta em primeiro lugar as necessidades das populações e as dinâmicas locais, sociais e económicas dos territórios”, critica o município.
A câmara diz que a medida irá “prejudicar severamente a população”, em particular a população idosa, “com maiores dificuldades de mobilidade e de acesso aos serviços de banca electrónica, assim como os negócios e empresas locais”.
O autarca de Vila Franca de Xira já pediu esclarecimentos sobre o assunto à Comissão Executiva da CGD, liderada por Paulo Macedo, mas não obteve resposta. Alberto Mesquita queixou-se também do assunto ao ministro das finanças e ao gabinete do primeiro-ministro, a quem endereçou a sua discordância face a esta decisão.
A CGD já havia recusado tecer comentários sobre o assunto, não tendo ainda sido dada confirmação oficial para o encerramento da agência. O assunto veio a lume há uma semana, através do PCP de Vila Franca de Xira, que organizou uma acção de protesto no local e um abaixo assinado de meio milhar de pessoas contra o encerramento do balcão. A União das Freguesias de Alhandra, São João dos Montes e Calhandriz tem 12.800 habitantes.

Fecho de balcão da Caixa “prejudica severamente” população de Alhandra

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques