uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Juventude com talento distinguida em Alcanena
Juventude com talento distinguida em Alcanena

Juventude com talento distinguida em Alcanena

Câmara de Alcanena voltou a premiar vários jovens com idades entre os 6 e os 18 anos ligados às áreas do desporto, da cultura e das ciências. Dedicação e empenho são chaves para o sucesso.

Edição de 14.06.2018 | Sociedade

Ter um filho talentoso. Quais os pais que não sonham com isso. O MIRANTE
foi falar com alguns jovens que foram distinguidos na gala “Novos Talentos, Talentos Novos” que decorreu no dia 9 de Junho, no Cine-Teatro São Pedro, em Alcanena, e saber quais os segredos para se ser bom naquilo que se faz.
João Carvalho, de 18 anos, a terminar o 12.º ano de escolaridade, diz não ser um barra na Matemática, mas admite que sempre sentiu uma atracção pelos números. O jovem, natural de Alcanena, diz que não estava nada à espera de fazer um brilharete nas V Olimpíadas da Economia. “Só me apercebi que era um concurso a sério quando me perguntaram se ia ganhar”, ri-se, enquanto exibe o diploma.
Apesar de não se considerar um talento, o jovem confessa que é importante ser-se bom naquilo que se faz. Algo só possível, diz, graças ao esforço de cada um. E se alguém pensa que é necessário passar a vida a ‘marrar’ engane-se. Até porque, diz, tem de haver também tempo para descanso.
Foi após tirarem a primeira fotografia da noite que falámos com Catarina Naia, Bárbara Correia, Maria Rita Farinha e José Miguel Coutinho. Criadores do projecto “Eco Change”, que procura sensibilizar a comunidade escolar para a eficiência energética, os jovens de 17 e 18 anos confessam que muitas vezes tiveram de abdicar dos tempos livres. “Mas não deixámos de nos divertir. Afinal, somos jovens”, diz Catarina Naia, sorrindo.
Os quatro alunos do 12.ºA da Escola Secundária de Alcanena afirmam que não se consideram talentos mas apenas jovens que se dedicaram a um projecto como a um filho. E já tiveram frutos ao ganharem o prémio de Melhor Amostra no concurso ‘Galp Switch Up’ e ficaram em primeiro lugar no “Luma StarT”, que se realizou na Finlândia.
Já à saída, vestido com a camisola da Casa do Povo de Alcanena, encontrámos Diogo Vitorino. Acompanhado com os pais, o jovem de 12 anos conta que começou a praticar atletismo aos seis anos por influência da família. A partir daí nunca mais parou. Quase a terminar o 7.º ano de escolaridade no Agrupamento de Escolas de Alcanena, o atleta admite que todos podemos ser talentosos desde que nos dediquemos de corpo e alma. “É o que faço quando pratico o atletismo”, diz.

Dezassete galardões entregues

Foram 17 os prémios entregues na gala “Novos Talentos, Talentos Novos” em Alcanena. No desporto foram distinguidas equipas de Petizes da Escola de Futebol do Concelho de Alcanena (EFCA) e de Benjamins do Vitória Futebol Clube Mindense; Lúcia Martinha e Diogo Vitorino, da Casa do Povo de Alcanena; Luísa Cortes e Carolina Justino, da Juventude, Amizade e Convívio (JAC); Mateus Duarte e Moisés Sousa, da associação de artes marciais Rico Duelo; e as equipas de iniciados e juvenis masculinos de voleibol e a nadadora Inês Ramos, do Agrupamento de Escolas de Alcanena.
Na cultura, Adriana Ermano foi a premiada da noite e nas ciências foram distinguidos João Carvalho e alunos do 12.ºA com os seus trabalhos sobre eficiência energética. No final, foram ainda reconhecidos os apresentadores Nancy Rodrigues e Carlos Alves e a banda Improviso Divergente, que abrilhantou a gala.

Juventude com talento distinguida em Alcanena

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques