uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

PSD de Tomar acusa gestão socialista de não cumprir promessas

Lurdes Ferromau Fernandes critica maioria PS no município na primeira conferência de imprensa enquanto presidente da concelhia social-democrata.

Edição de 21.06.2018 | Política

A nova presidente da concelhia do PSD de Tomar, Lurdes Ferromau Fernandes, acusa a actua maioria socialista que gere a Câmara de Tomar, liderada por Anabela Freitas, de não ter avançado com a “mudança prometida” quando venceu as eleições em 2013. Em conferência de imprensa, realizada na sede do partido, Lurdes Ferromau afirmou que o investimento público para o desenvolvimento de Tomar é quase inexistente e o investimento privado também fica aquém do seu potencial. “O declínio populacional está à vista de todos...em quatro anos, entre 2013 e 2017, o nosso concelho perdeu mais de 2.500 pessoas. Além disso, o número de novas empresas é largamente ultrapassado pelas empresas que encerram”, referiu.
A autarca apontou a poluição no rio Nabão como um problema grave que tem que se resolver e acusa a maioria socialista de permanecer “impávida e serena, limitando-se a reuniões de circunstância com outras entidades competentes, que tão bem sabemos em que resultam. O município tem feito muito pouco para salvar o rio Nabão”, sublinhou.
A falta de limpezas das ruas, passeios e parques e a realização da Feira de Santa Iria, que muda este ano para o mercado municipal devido às obras de requalificação da Várzea Grande foram outras das críticas levantadas pela nova liderança da concelhia do PSD de Tomar. “Quando começam afinal estas obras? Começarão antes de Outubro, altura em que se realiza o certame? Afinal, acabaram por encontrar uma solução “coxa”, colocando a Feira de Santa Iria num espaço mais limitado, com prejuízos para os comerciantes habituais do mercado. Será o mercado municipal uma boa solução para a Feira de Santa Iria? Ou não seria preferível mantê-la no local habitual, a Várzea Grande, enquanto não começam as obras?”, questionou.
A requalificação de estradas foi outro dos assuntos apontados. “Requalificação da Várzea Grande, da Avenida Nuno Álvares Pereira, da Rua Torres Pinheiro e da Avenida Combatentes da Grande Guerra, assim como a requalificação dos espaços exteriores da Praceta Raúl Lopes, Avenida Coronel Garcês Pereira e da Avenida Dr. Aurélio Ribeiro. Quase um ano depois de anunciadas estas obras desconhece-se o ponto da situação das mesmas. Estão em estudo? Estão em projecto? Quando começam?”, critica.

Não há pagamentos em atraso aos bombeiros
A nova concelhia do PSD de Tomar levantou questões relacionadas com os bombeiros municipais, com alegadas demissões no comando e problemas nos pagamentos. A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS), falou deste assunto em sessão camarária, onde afirmou que os bombeiros de Tomar não têm salários em atraso e que a única saída foi a do comandante adjunto Carlos Duque devido a problemas de saúde. “Foi o próprio quem pediu para sair do corpo de comando que é constituído por cinco pessoas”, referiu.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques