uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Agressões na Junta de Vila Franca de Xira acabam no Ministério Público
Ricardo Carvalho e João Conceição

Agressões na Junta de Vila Franca de Xira acabam no Ministério Público

Líder da CDU terá espancado membro do executivo socialista. Socialistas falam em empurrões, cotoveladas e murros nas costas por parte do cabeça de lista da CDU. Os comunistas negam e falam em boatos fantasiosos e mirabolantes.

Edição de 21.06.2018 | Sociedade

O executivo da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira anunciou na noite de terça-feira, 19 de Junho, durante uma sessão da assembleia de freguesia, que apresentou uma queixa no Ministério Público contra João Conceição, líder da bancada da CDU naquele órgão, por agressão a Ricardo Carvalho, membro do executivo do PS.
Os socialistas dizem que as agressões aconteceram nas instalações da junta, no dia 18 de Maio, e suportam a queixa apresentada na justiça com a gravação das imagens de video vigilância que mostram o momento em que tudo terá acontecido.
João Santos (PS), presidente da junta, avisou que a queixa agora apresentada “terá consequências”, e garante que o executivo “não é pouco racional” ao ponto de apresentar uma queixa na justiça sem ter provas concretas e a certeza dos factos de que dá conta. “Manifesto a minha solidariedade para com o membro do meu executivo, que tem trabalhado imenso, e não será um empurrão, cotovelada, uma projecção contra a parede e uns murros nas costelas que nos vão fazer desistir”, salientou o autarca. João Santos garante que apesar de todas as contrariedades, o seu executivo continuará o seu trabalho em defesa dos interesses da população.
A bancada do PS também criticou o caso, com Tânia Caniço a lamentar os “insultos e violência física” de que Ricardo Carvalho terá sido alvo, e exigiu que João Conceição retirasse “consequências políticas” do caso e apresentasse desculpas, o que não aconteceu. O colega, Rui Santos (PS), foi mais longe e pediu a Conceição que “tivesse vergonha”.

CDU nega os factos
João Conceição foi o braço direito de Mário Calado no último executivo comunista e foi o candidato escolhido pela CDU para concorrer à Junta de Vila Franca de Xira nas últimas eleições, que perdeu para o PS. Sobre as alegadas agressões não disse uma palavra apesar da discussão ter sido vasta e ter ocupado uma boa parte da sessão . Foi o colega de bancada, Álvaro Figueiredo, a ler uma curta declaração sobre o assunto.
A CDU acusa o PS de “brincadeiras infantis de baixo nível” com base em relatos “que não correspondem à verdade dos factos ocorridos, sem qualquer sustentação nem provas”. Acusa ainda os socialistas de “tentarem fabricar um caso numa rebuscada e mirabolante tentativa de desviar a atenção do povo”.

Agressões na Junta de Vila Franca de Xira acabam no Ministério Público

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques