uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Presidente de Benavente condena postura de “ofensa e confronto” entre autarcas
Carlos Coutinho (ao centro) lamentou a troca de palavras entre autarcas

Presidente de Benavente condena postura de “ofensa e confronto” entre autarcas

Troca de insultos na Assembleia de Freguesia de Samora Correia foi tema de debate na reunião do executivo camarário de Benavente.

Edição de 21.06.2018 | Sociedade

A acesa troca de palavras que aconteceu no final da última sessão da Assembleia de Freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente, entre Nelson Lopes, independente eleito pelo PSD, e Teodora Coutinho, eleita da CDU e esposa do actual presidente da câmara Carlos Coutinho (CDU), continua a dar que falar.
Na reunião pública da Câmara de Benavente, realizada na tarde de segunda-feira, 18 de Junho, o assunto foi levantado pelos vereadores da oposição, que acusaram a liderança da mesa da assembleia de freguesia, dirigida por eleitos da CDU, de “falhas graves” que levaram à troca de palavras menos abonatórias entre eleitos.
Carlos Coutinho, presidente do município, condena a situação e recorda que “em muitos anos” de gestão CDU “sempre houve respeito por todos” e lembrou que os desacatos foram causados já depois dos trabalhos terem sido encerrados. Sempre sem falar do nome de Nelson Lopes, o autarca lembrou as “insinuações extremamente graves” de que foi alvo na campanha eleitoral, as “tantas mentiras” que teve de “suportar sem perder a cabeça” para se poder conduzir por princípios de urbanidade e seriedade.
O autarca voltou a garantir que a população “sabe quais têm sido as posturas” de “alguns autarcas” mas voltou a garantir que “não aceita” que a oposição em bloco faça dos eleitos da CDU os “maus da fita” de uma história onde ambos os lados não estiveram bem.

PS pede demissões na CDU
Isto porque o vereador socialista Pedro Pereira voltou a considerar que as acusações de “palhaço”, “parvalhão” e “monte de merda”, alegadamente dirigidas por responsáveis da CDU a Nelson Lopes, configuram “um vocabulário ordinário” e de baixo nível onde “só com uma postura de impunidade em que vivem os eleitos da CDU” é possível que ninguém seja demitido do cargo.
O PS de Benavente já havia defendido em comunicado a renúncia de Teodora Coutinho ao cargo de secretária da Assembleia de Freguesia de Samora Correia. “Por muito menos já outros políticos se demitiram, seria um sinal de dignidade. O presidente da mesa [João Bento] também deixou de ter condições políticas e pessoais para continuar. Não há nenhuma provocação que pudesse merecer aquelas palavras”, considerou.
Também o vereador Ricardo Oliveira (PSD) considerou a situação “lamentável” e defendeu que as sessões da assembleia de freguesia “tenham outra dignidade” e “outra postura” da parte dos eleitos, num futuro próximo, mas apenas se referiu aos eleitos da CDU e não aos eleitos da sua própria bancada. “Houve uma falha grave dos autarcas da CDU, ofensas graves por não concordarem com os pontos de vista da Paula Rego e do Nelson Lopes que, a par de outros, foram ofendidos pela postura dos autarcas da CDU. Apelo a que, enquanto líder do partido no concelho, marque uma reunião dos seus líderes e peça moderação no futuro combate político”, afirmou.

Peixeirada no fim da sessão

A sessão da Assembleia de Freguesia de Samora Correia realizada a 12 de Junho acabou em discussão acesa entre autarcas da CDU e da bancada do PSD. A troca de insultos entre Nelson Lopes e Teodora Coutinho, motivada por questões políticas e pessoais, aconteceu no final da sessão, quando todos se preparavam para cantar, em volta de um bolo, os parabéns a Samora Correia, que celebra este mês mais um aniversário da elevação a cidade. Teodora Coutinho terá acusado Nelson Lopes de estar a causar intrigas e mau ambiente nas sessões de assembleia, chegando a chamá-lo de “parvalhão” e “monte de merda”. O eleito do PSD retorquiu dizendo que “ao menos” tinha mais estudos do que ela e que a autarca se considera superior por ser casada com o presidente da câmara.

Presidente de Benavente condena postura de “ofensa e confronto” entre autarcas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques