uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Educação

Recentemente li que “o colapso da educação é o colapso do país”. Creio que é bem verdade. Também sei que não se resolve com mais milhões de euros.

Edição de 05.07.2018 | Opinião

Seja qual for a questão esbarramos sempre na educação: não há caminho alternativo. Como todos sabemos há muito que a educação não vai bem no nosso país. O resultado só pode ser um. Confesso-vos que depois de mais 30 anos a lecionar, partilho, com alguns colegas, momentos de reflexão de autêntico desespero. O que fazer? Será que estamos a fazer tudo o que devemos? O que fazer para aumentarmos a motivação e o desempenho dos estudantes? Como lhes fazer sentir que a oportunidade de frequentarem uma universidade e virem a ter uma licenciatura é um privilégio que lhes confere uma enorme responsabilidade? Responsabilidade pessoal e coletiva. Recentemente li que o “o colapso da educação é o colapso do país”. Creio que é bem verdade. Também sei que não se resolve com mais milhões de euros. É como no resto: não basta entornar dinheiro em cima do problema. A verdadeira solução da coisa está a montante e a outro nível. Sinto um enorme orgulho e sentido de responsabilidade em exercer a profissão de professor e isso me basta para andar permanentemente à procura do como fazer mais e melhor. A enorme recompensa continuam a ser as pessoas, neste caso os alunos. Ontem, fim de semana, recebi uma mensagem muito simples de um deles, legenda de uma espectacular fotografia do litoral de Peniche: “resumo fotográfico de um fim de semana familiar, em comunhão com a geografia”. Vale a pena. Suspeito que a palavra chave é “família”.
Carlos Cupeto
Universidade de Évora

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques