uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Assembleia Municipal de Santarém aprova crematório junto ao cemitério
Autarcas aprovaram crematório mas com cuidados redobrados por causa da estabilidade das encostas

Assembleia Municipal de Santarém aprova crematório junto ao cemitério

Eleitos deram luz verde à abertura do concurso público internacional para a concepção, construção e concessão da exploração desse equipamento. Resta saber se há empresas interessadas.

Edição de 05.07.2018 | Política

A Assembleia Municipal de Santarém deu luz verde à abertura do concurso público internacional para a concepção, construção e concessão da exploração de um crematório no cemitério da cidade. A proposta contou com 25 votos a favor, na sua maioria da bancada do PSD, e 13 votos contra da oposição, tendo ainda havido cinco abstenções.
Segundo a proposta, a Câmara de Santarém tem de ceder por 30 anos uma parcela de terreno com 380 metros quadrados junto ao cemitério para ser construído o equipamento, caso haja empresas interessadas em construir e explorar o crematório. O vereador responsável pela gestão cemiterial, Jorge Rodrigues (PSD), já tinha referido na reunião de câmara onde a proposta foi aprovada que o crematório vai aumentar a vida útil do cemitério em pelo menos mais 20 anos e também permitir dar uma resposta alternativa e mais barata aos munícipes, nomeadamente no que toca ao encaminhamento das ossadas exumadas.
A oposição contesta a localização do crematório junto ao cemitério dos Capuchos e defende que esse equipamento deve ser construído no âmbito de um projecto mais alargado englobando um novo cemitério e uma capela mortuária noutra zona da cidade mais bem servida de acessos.
Foram também reiteradas as reservas quanto ao impacto que a construção poderia ter na estabilidade da encosta próxima, como aliás referiu o ex-vereador da CDU José Marcelino no período destinado ao público.
A concelhia de Santarém do PS também tomou posição após a votação, recordando que a proposta da maioria PSD, em 2011, “assentava na criação de um novo cemitério, com um forno crematório, nas proximidades da quinta dos Missionários Combonianos. E conclui: “A posição da maioria mudou. Mudou muito. Mudou para pior”.
Recorde-se que a proposta para lançamento do concurso para construção do crematório foi chumbada por duas vezes em reunião de câmara no anterior mandato, quando PS e CDU juntos tinham mais votos (5) do que o PSD (4), que geria o município. O arrastar do processo em Santarém levou Almeirim a avançar para a construção de um crematório, numa parceria entre o município e a junta de freguesia. E o distrito de Santarém, que não tem qualquer crematório, pode ficar com dois separados por 10 quilómetros.

Assembleia Municipal de Santarém aprova crematório junto ao cemitério

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido

    Destaques