uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Fundação Padre Tobias acusa vereadora de propagar falsidades
No lar da Fundação Padre Tobias em Samora Correia estão 68 utentes e 140 funcionários

Fundação Padre Tobias acusa vereadora de propagar falsidades

Florbela Parracho denunciou, na última reunião da Câmara de Benavente, a falta de higiene e ventilação no lar da instituição de Samora Correia. Fundação confessa-se em choque com as declarações e também a câmara municipal garante confiança nos serviços ali prestados.

Edição de 12.07.2018 | Sociedade

Utentes que só tomam banho uma vez por semana, idosos com fungos e feridas por tratar sem acompanhamento, falta de ventilação no lar que causa maus-cheiros no edifício e fracos serviços de enfermagem e medicação prestados aos idosos. Estas foram algumas das acusações que Florbela Parracho, vereadora do PS na Câmara de Benavente, lançou na última reunião pública do executivo ao funcionamento do lar de idosos da Fundação Padre Tobias, em Samora Correia. Denúncias desmentidas pela instituição, que acusa a autarca de lançar “falsidades”.
“Preocupa-me imenso o que ali se está a passar. Há relatos que a Padre Tobias está a actuar de uma forma que não dignifica os idosos. Estão até a descurar a toma de medicamentos. Há dias, numa visita que fiz ao espaço, apercebi-me de tudo isto com os meus próprios olhos. A câmara municipal dá apoios a esta instituição pelo que não pode lavar daqui as suas mãos”, alertou Florbela Parracho.
Carlos Coutinho (CDU), presidente do município, manifestou a sua surpresa pelo relato considerando “o trabalho muito importante” feito pela Fundação Padre Tobias nos domínios da terceira idade e infância. “A Segurança Social tem um serviço de auditoria e inspecção que acontece todos os anos e é muito exigente. Os resultados ali têm sido positivos. Ainda assim traz aqui preocupações que não podem deixar de merecer a nossa atenção e por isso vamos tentar perceber o que se passa”, disse o autarca.
A Segurança Social confirma que das diferentes acções inspectivas regulares ao lar não têm sido detectadas desconformidades ou problemas que afectem, directa ou indirectamente, a qualidade de vida dos 68 utentes que ali residem. Trabalham na instituição 140 funcionários, que dão também apoio a outros 100 utentes nas valências de centro de dia e apoio domiciliário. Na área da infância, a Fundação dá apoio a 300 crianças, nas valências de creche e jardim de infância.

Instituição “triste” com acusações
O presidente da direcção da Fundação Padre Tobias, Rui Domingos, manifestou a O MIRANTE a sua surpresa e tristeza pelas declarações de Florbela Parracho, negando todas as acusações e até desafiando a comunidade para visitar o lar.
“De todos os motivos anunciados o único que poderá ter alguma razão tem a ver com os banhos, que vão muito do metabolismo do utente, se sua muito ou não. De qualquer forma os que transpiram mais tomam mais banhos. Não é verdade que haja falta de higiene, bem pelo contrário, todos os nossos utentes recebem sempre a sua higiene pessoal mesmo quando mudam de fralda”, conta.
O dirigente diz que as declarações da autarca são “uma falácia” que não corresponde à verdade e explica que a vereadora já deixou uma queixa no livro de reclamações pelos mesmos motivos. “Queixa essa que já foi enviada para a Segurança Social e que nos deu todas as garantias de estarmos a actuar como a lei determina”, explica.
“Fico triste com esta falsidade porque toda a gente nos conhece. É natural que numa casa que é a residência de 68 utentes exista algum cheiro nas casas de banho de manhã. Mas daí a dizer que há aqui falta de higiene e a casa cheira mal é uma atoarda, um exagero que não faz sentido. A limpeza é regular e sistemática”, lamenta.

Fundação Padre Tobias acusa vereadora de propagar falsidades

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Capas

    Assine O MIRANTE e receba o Jornal em casa
    Clique para fazer o pedido