uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Militares continuam à espera de um quartel com condições mínimas para trabalhar

Militares continuam à espera de um quartel com condições mínimas para trabalhar

Novo posto para GNR da Castanheira deve ser “prioridade máxima”. Instalações foram inauguradas em 1999 e sofrem hoje de falta de condições.

Edição de 19.07.2018 | Sociedade

Os eleitos da Assembleia de Freguesia da União de Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras, concelho de Vila Franca de Xira, exigem “prioridade máxima” do poder central na disponibilização de terreno ou edifício que possa ser adaptado para novo posto da Guarda Nacional Republicana (GNR), que possa substituir as actuais instalações que não têm condições e estão muito degradadas.
Numa proposta aprovada por unanimidade na última sessão, os eleitos da assembleia de freguesia propõem que a câmara mantenha uma “atitude proactiva e de parceria” com a administração central visando a resolução do problema e que insista para que a concretização de um novo posto da GNR na freguesia seja “uma prioridade máxima”, através da “disponibilização de terreno ou edifício adaptável à função” e protocolando com o Governo “o financiamento e execução da intervenção”, acompanhada dos “correspondentes e necessários” recursos humanos e equipamentos, que consideram “insuficientes”.
O posto da GNR funciona desde 1999 num rés-do-chão de um prédio de apartamentos, tendo sido na altura adaptado de propósito para o efeito. “As actuais instalações já não se coadunam com o exercício das funções exigidas aos militares, nem dignificam aquela força de segurança e os seus agentes”, criticam os eleitos.
No contexto da reorganização territorial do território, a GNR da Castanheira do Ribatejo tem hoje uma extensa área territorial a seu cargo, que para além da Castanheira do Ribatejo e Cachoeiras abrange também as freguesias de São João dos Montes e Calhandriz, junto a Alhandra.
“Praticamente em todo o concelho foram criadas condições físicas para as forças de segurança desempenharem as suas funções, com novas esquadras da PSP na Póvoa de Santa Iria, Alverca do Ribatejo e Vila Franca de Xira, e foi concluído o quartel da GNR de Vialonga, impõe-se que o mesmo suceda relativamente à GNR da Castanheira”, defendem os eleitos no documento agora aprovado.

GNR queria ocupar pavilhão municipal
Em Janeiro o posto foi notícia depois de ter sido manifestado o interesse da GNR, junto da câmara municipal, em ocupar o pavilhão municipal multiusos existente no Bairro de São José. Além de ter espaço suficiente para albergar o efectivo poderia também ajudar a minimizar ou até acabar com algumas situações de criminalidade ali existentes. O problema é que o edifício municipal está cedido ao movimento associativo, situação que levou a câmara a recusar ceder o espaço aos militares. A decisão empurrou definitivamente para período incerto no tempo a resolução do problema.

Militares continuam à espera de um quartel com condições mínimas para trabalhar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...