uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Morte de cabo da GNR de Almeirim deixa posto e comunidade consternada

Morte de cabo da GNR de Almeirim deixa posto e comunidade consternada

Susana Lopes morreu aos 37 anos vítima de cancro

Edição de 19.07.2018 | Sociedade

A morte da militar da Guarda Nacional Republicana que exercia funções no posto de Almeirim, Susana Lopes, vítima de cancro, deixou consternados os camaradas de posto, que trabalhavam com ela há cerca de cinco anos, e também a população de Almeirim que conhecia bem a militar, com a patente de cabo.
Susana Lopes morreu no domingo, 15 de Julho, na casa onde vivia com o namorado, também GNR, em Almeirim. A militar tinha sido diagnosticada com cancro há cerca de um ano e que piorou na última semana. A cabo de 37 anos era natural de Valpaços, esteve destacada no Posto Territorial de Rio Maior e foi colocada em 2013 no posto de Almeirim,
As cerimónias fúnebres decorreram na segunda-feira, 16 de Julho, na sua terra natal, onde marcaram presença mais de uma centena de militares da GNR que prestaram a última homenagem à sua camarada.
Para o comandante do posto da GNR de Almeirim, sargento Cláudio Pereira, “perder um militar é duro, mas perder um dos melhores ainda é mais duro”, diz a
O MIRANTE acrescentando que a cabo Lopes “foi uma das melhores pessoas” com quem trabalhou.
Para os camaradas, Susana era uma pessoa muito querida. “Era uma amiga do peito e como colega de trabalho era excelente. Era uma pessoa muito forte, foi uma guerreira até ao fim”, referem os camaradas.

Morte de cabo da GNR de Almeirim deixa posto e comunidade consternada

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...