uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Administrador do Politécnico de Santarém demite-se depois de ser reconduzido no cargo
Pedro Carvalho foi administrador do Politécnico de Santarém durante 11 anos

Administrador do Politécnico de Santarém demite-se depois de ser reconduzido no cargo

Pedro Carvalho pode estar a caminho da Câmara de Santarém. O ainda presidente do instituto, Jorge Justino, não respondeu às questões colocadas sobre o assunto e o jurista demissionário também não.

Edição de 27.07.2018 | Sociedade

O administrador do Instituto Politécnico de Santarém (IPS), Pedro Carvalho, pediu a sua demissão do cargo no início de Junho, disse a O MIRANTE o Secretariado da Presidência do IPS em resposta a questões colocadas pelo nosso jornal. A renúncia ocorreu duas semanas antes da eleição do novo presidente da instituição, ganha por José Mira Potes, que sucede a Jorge Justino. E três meses depois de Pedro Carvalho ter visto ser-lhe renovada a comissão de serviço nessas funções até Março de 2020, conforme o próprio havia solicitado.
O novo desafio profissional de Pedro Carvalho, jurista de formação, pode passar pela Câmara de Santarém, conforme rumores que se vão ouvindo na cidade. O presidente da autarquia, Ricardo Gonçalves, confirmou essa possibilidade, alegando que a autarquia está necessitada de juristas.
Pedro Carvalho foi durante os últimos oito anos um homem de confiança de Jorge Justino e, segundo o Secretariado da Presidência do IPS, “apesar de ter sido convidado para continuar a exercer as suas funções por ambas as candidaturas” à presidência do Politécnico, decidiu deixar essas funções.
Essa informação foi revelada após
O MIRANTE questionar o presidente cessante do IPS, Jorge Justino, acerca da renovação da comissão de serviço a Pedro Carvalho, em Março deste ano e até Março de 2020, sabendo-se à partida que iria haver mudança de presidente no Politécnico de Santarém. Uma questão que deixou de fazer sentido após sabermos da demissão de Pedro Carvalho.
A comissão de serviço do administrador Pedro Carvalho terminava em Março de 2018, pelo que, nos termos da lei aplicável, foi pelo próprio desencadeado o procedimento de renovação. Além de acompanhar os dois últimos mandatos de Jorge Justino, Pedro Carvalho foi também administrador do IPS durante o mandato de Maria de Lurdes Asseiro, entre Outubro de 2006 e Outubro de 2009. No total cumpriu cerca de 11 anos nessas funções, embora não de forma consecutiva.

Justino remete-se ao silêncio
O MIRANTE sabe que, apesar de se ter demitido no início de Junho, Pedro Carvalho tem frequentado as instalações do Politécnico de Santarém, pelo que colocou questões adicionais ao ainda presidente do IPS Jorge Justino, sobre essa situação. Designadamente: Se foram desenvolvidas diligências para a substituição de Pedro Carvalho ou se esses procedimentos ficarão a cargo da nova presidência do IPS? Se Pedro Carvalho ainda se encontra a desempenhar funções no IPS? Que motivos foram alegados por Pedro Carvalho no seu pedido de demissão?
Essas e outras questões dirigidas nas duas últimas semanas ao ainda presidente do Politécnico de Santarém não mereceram resposta por parte de Jorge Justino até ao fecho desta edição. O mesmo se passou com Pedro Carvalho, que também não respondeu aos nossos contactos.

Administrador do Politécnico de Santarém demite-se depois de ser reconduzido no cargo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...